20ª Edição do Encontro de Violeiros e Violeiras de Brasília na Candangolândia


Foram dois anos sem o tradicional encontro consagrado pela valorização do universo da cultura da música e viola caipira, promoção de artistas locais e nacionais do gênero, shows gratuitos a céu aberto, presença de milhares de pessoas, de todas as idades e classes sociais, que transformaram os espaços de realização num lugar fervilhante, repletos de alegria, arte e cultura.


A 20ª edição do Encontro de Violeiros e Violeiras de Brasília, em formato itinerante, como o próprio nome revela, anuncia a realização de um grande reencontro entre o público brasiliense e o universo encantador da cultura caipira, relevante e significativa expressão cultural brasileira.

Essa grande festa acontecerá nos dias 10 e 11 de junho, na Praça dos Estados da Candangolândia. Shows musicais, exposições e feira gastronômica se misturarão numa programação variada, que promoverá a essência da cultura regional dos rincões do país e de seus artistas, na capital federal.


Nesta edição, o evento incorpora o ciclo dos projetos culturais online, fórmula encontrada para prosseguir com as atividades culturais, como forma de resistência e união do setor, durante o período de fechamento ocasionado pela pandemia do COVID-19, e será realizado em formato híbrido, com transmissão ao vivo pelo canal oficial do Clube do Violeiro Caipira.


O Encontro de Violeiros e Violeiras de Brasília é um dos maiores eventos da música e viola caipira do país, já percorreu cidades como Brazlândia, Ceilândia, Candangolândia e Planaltina. Nesta edição, retorna à cidade-mãe de Brasília: a Candangolândia, e celebra o Dia Nacional da Música e Viola Caipira, comemorado em 13 de julho. Desde as primeiras movimentações, no início da década de 1990, o Encontro de Violeiros e Violeiras de Brasília expressa a beleza e a riqueza da história da música e viola caipira, com a premissa de inspirar jovens talentos do gênero musical, de tantos ritmos distintos, e fortalecer as culturas populares, como identidade do Brasil.


Volmi Batista, idealizador e produtor do projeto, violeiro, cantador e folião de reis, evidencia sua saudade do evento, e revela que esta edição traz novidades que prometem, em suas palavras, “aproximar o passado, relembrar vivências e referências que guardamos com carinho na memória”. Segundo ele, “ o encontro tem a responsabilidade de cuidar da cultura caipira de raiz, genuína e viva”, definida por ele próprio como “nosso verdadeiro tesouro”.


Nesta edição especial, o evento tem a curadoria realizada pelo violeiro Claudinho da Viola, a primeira pessoa com deficiência visual a gravar um CD de viola instrumental. O violeiro considera o evento como “ um momento importante para reavivar o sentimento de esperança e valorizar nossa história. O Encontro de Violeiros e Violeiras do DF é um evento pensado para a família.”


PROGRAMAÇÃO

A programação do Encontro de Violeiros e Violeiras de Brasília reconhece a importância da música caipira e valoriza as violeiras e violeiros da cena cultural brasiliense. A proposta é promover uma retrospectiva dos diversos encontros já realizados, contando com a participação de artistas considerados verdadeiros patrimônios da cultura e da música caipira, e da atual cena cultural.


Na noite de estreia do encontro, o público do evento será agraciado com o show da respeitada e brilhante dupla feminina, Irmãs Barbosa, que completa 40 anos de carreira. Formada pelas irmãs Edna e Dinah, nascidas em São Paulo, a dupla tem trajetória consolidada e vários prêmios em festivais de música do gênero.


A história das irmãs revela a importância do pai, seu Osvaldo Barbosa, sanfoneiro e clarinetista, que desde cedo enxergou talento em suas filhas e se dedicou a lapidar as duas vozes com muito estudo e disciplina.