top of page

2024 começa bem no varejo alimentar, impulsionado pelas vendas de perecíveis e bebidas

A Scanntech, líder em inteligência para o varejo alimentar, destaca um cenário positivo após o primeiro mês de 2024. Segundo dados captados em mais de 40 mil pontos de vendas (PDVs) no comparativo de janeiro deste ano com o mesmo período de 2023, o crescimento em volume atingiu 1,1%. Tal incremento, aliado à elevação nos preços de 2,9%, impulsionou o faturamento do mês, registrando um aumento de 4%.

 

O segmento de Bebidas despontou como protagonista desse avanço, apresentando um impressionante crescimento de 7,3% no faturamento de janeiro de 2024 em comparação com o mesmo período do ano anterior. Entre os destaques do faturamento estão o refrigerante com crescimento de 12,3%, o suco com 14,6% e água com 19,5%. Por outro lado, foi registrada queda de 15% e 3,6%, respectivamente nas bebidas alcoólicas, gin e whisky܂Em seguida, as vendas de perecíveis evidenciaram uma ascensão de 6,7% no faturamento, destacando-se como uma das principais alavancas do canal alimentar neste início de ano.

 

No entanto, a Mercearia Básica manteve sua tendência de retração, marca do ano de 2023. No último mês de janeiro, em comparação com o ano anterior, a cesta registrou uma queda de 1,2% no faturamento e de 1,1% nas vendas em volume, mesmo diante de uma ligeira redução de preços, de 0,1%.O destaque no faturamento do setor foi o arroz com aumento de 35,3% e o açúcar com 7,8%. Negativamente impactando o faturamento está óleo, leite e café, com quedas de 22,4%, 10% e 8,7%.

 

TOP 10 CATEGORIAS EM CRESCIMENTO DE FATURAMENTO - Jan’24 x Jan’23

Produtos

Porcentagem de crescimento e maior contribuição no faturamento

Arroz

35,3%

Polpa Fruta

29,1%

Agua De Coco

25,0%

Azeite

23,1%

Goma De Mascar

20,9%

Água

19,5%

Creme Capilar

16,0%

Suco

14,6%

Energético

12,5%

Cigarro

12,5%

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tanto os supermercados quanto os atacarejos regionais experimentaram um aumento nas vendas em volume, o que impactou positivamente o faturamento de ambos os canais no primeiro mês do ano. Os supermercados se destacaram com o maior crescimento de faturamento de 4,3%, enquanto os atacarejos tiveram aumento de faturamento de 2,7%, porém, líder no crescimento das vendas em volume com 2,1% frente 0,8% dos supermercados.

 

No que diz respeito à regionalização, o Nordeste emergiu com o maior crescimento de faturamento em janeiro de 2024 (5,5%) em relação ao mesmo período do ano anterior, seguido pelas regiões Norte (5,1%) e Centro-Oeste (5%). Em contrapartida, o estado de São Paulo apresentou o menor crescimento no mês (3,4), ficando aquém da média nacional, de 4,0% Acompanhando os paulistas estão Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro e o Sul com respectivamente, 3,8% e 3,5%.

 

Para Priscila Ariani, diretora de marketing da Scanntech, os dados revelam um panorama de resiliência e dinamismo do varejo alimentar, com setores específicos impulsionando o crescimento das vendas em diferentes regiões do país.

***Sobre a pesquisa: Todos os dados são referentes a comparação com o mês de janeiro 2024 x janeiro 2023, captado os dados em mais de 40 mil PDVS.

 

Sobre a ScanntechUsada por 8 em cada 10 top varejistas e por mais de 250 das maiores indústrias, a Scanntech segue revolucionando o modo de se usar informações de mercado. A companhia desenvolveu uma plataforma de inteligência granular, ágil e acionável, que permite a identificação das maiores oportunidades, alavancando os resultados do varejo e da indústria e dos distribuidores e aproximando os parceiros comerciais. Ao todo, analisa dados de R$ 680 bilhões do varejo alimentício brasileiro por meio de uma base robusta e granular de mais de 40 mil PDVs automaticamente, sem manipulação humana, para oferta de insights.

Comments


bottom of page