top of page

6a Edição do Conexões Camerísticas na Escola de Música de Brasília


A Escola de Música de Brasília recebe, entre 30/10 e 3/11, a 6ª edição do festival Conexões Camerísticas, encontro de música de câmara de Brasília que reúne grupos profissionais de diferentes formações musicais. Serão três noites de concertos, nos dias 30/10, 1 e 3/11, reunindo sonoridades e cameristas de várias partes do Brasil que apresentam repertório preparado especialmente para o evento.

Foram selecionados, por meio de edital, quatorze grupos de música de câmara de todo o País, com formações de dois a oito participantes, e se juntam ao anfitrião e idealizador do projeto, Quarteto Transversal: Dynamos Duo, Trio Característico, Liberarte Trio, Karla Dias & Diogo Giancristoforo, Paloma Pitaya e Pedro Iaco, Duo Arraes-Moyer, Fórmula Duo, Danilu Duo, Duo Guerra-Rimoldi, Duo Foz, Duo Affretato, Duo Calliandra, Quarteto Capital e Descobertas.

Para a seleção, a curadoria, formada por Carlos Costa, Darrin Milling, Renata Pereira e Sérgio Barrenechea, avaliou 87 inscricões, de participantes do Distrito FederAL (56), São Paulo (10), Minas Gerais (6), Rio de Janeiro (4), Bahia e Rio Grande do Norte (2), e Espírito Santo, Paraíba e Goiás (1).

A Música de câmara é a música erudita composta para um pequeno grupo de instrumentos ou vozes que originalmente podiam acomodar-se nas câmaras de um palácio. Atualmente a expressão é usada para qualquer música executada por um pequeno número de músicos. Sua composição é geralmente de até dez integrantes, no máximo. Entre os seus gêneros mais importantes estão o quarteto de cordas, quinteto de sopros e o trio com piano e outras diversas combinações de instrumentos.

“Está ressurgindo uma nova geração de grupos musicais, das mais distintas formações e com grande variedade de repertório, apresentando ao público uma renovada safra de músicos. O Conexões Camerísticas nasce para unir essas iniciativas e trocas, além de fortalecer a música de câmara. E este ano, pela primeira vez, conseguimos ampliar o festival para todo o Brasil. Temos um recorte representativo nacional, que será apresentado aqui durante o festival”, explica Sammile Bonfim, uma das idealizadoras.

Além de agregar grupos de qualidade, desde sua primeira edição, o encontro tem propiciado o surgimento de novos conjuntos musicais, impulsionados pelos estímulos dos grupos participantes. “Por isso, soma-se ao viés artístico, também um aporte educacional, que ao longo das edições vem se consolidando”, acrescenta.

O festival Conexões Camerísticas é realizado com recursos do FAC/DF (Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal).

Programação*

Segunda, 30 de outubro

Quarteto Transversal – DF

Karla Dias e Diogo Gianchristoforo - DF

Paloma Pitaya e Pedro Iaco - SP

Duo Calliandra - DF

Liberarte Trio - DF

Quarta, 1º de novembro

Duo Affretato - RJ

Duo Foz - MG

Dynamos Duo - DF

Quarteto Capital - DF

Fórmula Duo - PB

Sexta, 3 de novembro

Duo Guerra-Rimoldi - MG

Trio Característico - MG

Danilu - PB/DF

Duo Arraes-Moyer - DF

Descobertas - DF

*Confira o programa completo e mais detalhes sobre os grupos e repertórios no no instagram do projeto @conexoescameristicas ou no https://www.conexoescameristicas.com.br/

Serviço

6º Conexões Camerísticas

Festival de grupos de câmara

Dias 30/10, 1 e 3/11, às 19h30

Teatro Levino Alcântara

Escola de Música de Brasília (SGAS 602 Sul)

Entrada gratuita

コメント


bottom of page