top of page

Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo? Confira aqui expectativas e desafios no ambiente de trabalho em 2024

À medida que as luzes de fogos de artifício se apagam e as celebrações de Ano Novo se tornam memórias, os profissionais de todo o mundo voltam suas atenções para o ano que se inicia. O ano de 2024 surge com uma mistura de esperança e incertezas no ambiente de trabalho, especialmente após os desafios impostos pelos anos anteriores.

 

Segundo uma pesquisa recente da Sputnik, apesar de 80% das empresas terem retornado ao trabalho presencial, o trabalho remoto permanece uma preferência forte entre os profissionais. Com a tecnologia facilitando a mobilidade, observa-se um aumento na busca por vagas de trabalho remoto no exterior por brasileiros. Este fenômeno sugere uma tendência de continuidade para o modelo de trabalho flexível.

 

Camila D'Andrea, especialista em recursos humanos e consultora organizacional, destaca a importância dessa transição: “2024 não é apenas mais um ano, é um divisor de águas para o futuro do trabalho. As empresas precisam equilibrar flexibilidade com engajamento, incentivando um ambiente que valorize tanto o bem-estar dos funcionários quanto a produtividade. Este será o grande desafio para os líderes deste ano.”

 

Ainda de acordo com a pesquisa, espera-se que o investimento em saúde mental e bem-estar dos colaboradores cresça em mais de 30% em relação ao ano anterior, refletindo uma maior preocupação com o aspecto humano do trabalho.

 

Outra tendência significativa é a digitalização. Um relatório do McKinsey Global Institute aponta que 70% das empresas planejam acelerar a automação e a adoção de novas tecnologias. Isso pode representar uma mudança significativa na natureza de muitos empregos, exigindo adaptação e resiliência dos profissionais.

 

O mercado também está testemunhando uma crescente valorização de habilidades específicas. De acordo com um estudo da TOTVS, a inteligência artificial, análise de dados e cibersegurança estão no topo das hard skills desejadas. Paralelamente, as soft skills como inteligência emocional, pensamento analítico e capacidade de trabalhar em equipe são cada vez mais reconhecidas pela sua importância.


No entanto, nem tudo é otimismo. O índice de incerteza econômica permanece alto, o que pode impactar as decisões de investimento e contratação das empresas. Analistas preveem um desaquecimento neste setor para 2024, potencializado pela queda da taxa Selic e pelo fim de programas de estímulo econômico, como o reforço no Bolsa Família.

As perspectivas econômicas influenciam diretamente o mercado de trabalho. Camila comenta sobre o desaquecimento esperado: “É vital que empresas e profissionais estejam preparados para desafios econômicos. A adaptação é a palavra-chave para prosperar em um ambiente dinâmico.”

Camila D'Andrea, especialista em recursos humanos, comenta sobre estas tendências: “Estamos entrando em uma era onde a adaptabilidade e a resiliência são cruciais tanto para empregadores quanto para empregados. As empresas estão buscando profissionais com um mix robusto de habilidades técnicas e comportamentais, enquanto se adaptam a um ambiente de trabalho mais fluido e digital. Além disso, a ênfase na diversidade e inclusão reflete uma mudança cultural significativa nas organizações.” 

 

Segundo ela, os departamentos de recursos humanos estão focando em estratégias que promovem a diversidade e a inclusão. D'Andrea destaca: “A diversidade não é apenas uma meta, mas uma fonte de inovação. Empresas que abraçam a diversidade estão mais bem posicionadas para enfrentar os desafios e prosperar.”


Em resumo, 2024 apresenta um cenário de expectativas elevadas e desafios consideráveis no mundo do trabalho. Como afirma D'Andrea, “é hora de dizer adeus ao 'velho normal' e abraçar as novas formas de trabalhar que estão surgindo. Este é um momento de aprendizado, adaptação e, acima de tudo, de olhar para o futuro com esperança e determinação.”


Posts Relacionados

Ver tudo

Especialista explica sobre holding familiar

Holding familiar é uma empresa que possui participação acionária significativa em outras empresas, geralmente com o objetivo de administrar e controlar o patrimônio familiar, bem como facilitar a suce

bottom of page