Arquiteto sustentável alerta população de Brasília como evitar a contaminação da bactéria Legionella



O mês de janeiro é conhecido em Brasília como um dos períodos mais chuvosos do ano. O excesso de água pode trazer problemas de saúde, oriundos de meios desconhecidos, é o que alerta o especialista em arquitetura sustentável, Thiago Meirelles. O arquiteto faz um destaque sobre o surgimento da bactéria legionella, não muito conhecida por todos os moradores da Capital Federal.

A Legionella se encontra predominantemente na água, e se desenvolve em locais nos meios necessários propícios para sua proliferação. Estes locais são as tubulações, sistemas de distribuição e armazenamento de água, condicionadores de ar, chuveiros, duchas e torneiras, ou seja, onde houver aspersores de água ( água em gotícula) .

Sobre essa temática, a arquitetura pode ajudar no combate à essa bactéria, explica Thiago. “Diminuindo a necessidade de utilizar condicionadores de ar é uma delas, pois uma das preocupações que tenho ao projetar é criar um edifício que possibilite uma constante renovação de ar com qualidade, pois passamos 90% das nossas vidas dentro de edifícios, esclarece. Segundo ele, o arquiteto busca o equilíbrio para os ambientes, primeiro utilizando-se da ventilação natural e técnicas passíveis para o resfriamento do edifício, e quando houver a necessidade de utilizar os condicionadores de ar deve-se fazer regularmente a manutenção dos equipamentos.

No DF, a maioria dos edifícios onde não há manutenção regular podem apresentar riscos maiores de infecção por meio da bactéria, porém edifícios relativamente novos também podem ter foco da bactéria. A Legionella está predominantemente na água, porém ela só se torna nociva quando há a inalação por meio de gotículas de água suspensas no ar advindas de algum sistema contaminado.

O que fazer?

Meirelles orienta que é possível evitar essa contaminação. “Caso algum indivíduo tenha sido comprovadamente contaminado pela Legionella no ambiente onde mora ou trabalha, deve-se informar a vigilância sanitária. Mas para diminuir as chances de ter um foco desta bactéria, podemos tomar algumas precauções simples: como limpar bem as duchas e chuveiros, principalmente onde houver acumulo de sujeira ou crosta, limpar sempre o aspersor de ar e filtro dos condicionadores de ar e limpar bem as torneiras e duchas higiênicas”.

Thiago Meirelles

Formado em arquitetura, Thiago Meirelles chegou em Brasília em 2017 se tornando especialista em “Reabilitação Ambiental Sustentável Arquitetônica e Urbanística. Com uma carreira em ascensão, Thiago já tem o seu próprio escritório, Meireles e Gomes Arquitetura e Engenharia e trabalha com projetos e obras que aliam a arquitetura de alto padrão com a sustentabilidade, melhorando a qualidade de vida e o conforto dos clientes.

Serviço:

Arquiteto sustentável alerta população de Brasília como evitar a contaminação da bactéria Legionella

Endereço: Avenida das Araucárias, 4155, Sul – Águas Claras -DF

Telefone: (61) 98233-4587