Arte Contemporânea – Uma introdução breve, mas geral | Com Agnaldo Farias


O Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo abre inscrições para o Curso “Arte Contemporânea – Uma introdução breve, mas geral”, com o curador e professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) Agnaldo Farias. Realizado online, o curso é voltado para pessoas que já têm alguma familiaridade com a cena contemporânea das artes visuais e para os que querem começar os estudos sobre esse sistema. Com carga horária de 12 horas/aula, serão oito encontros, às quartas-feiras, das 19h30 às 21h, começando no dia 30 de março. Inscrições pelo site https://www.sympla.com.br/arte-contemporanea-uma-introducao-breve-mas-geral-com-agnaldo-farias__1519451, mediante o pagamento de uma taxa de R$ 450,00. O Pé Vermelho disponibilizará algumas vagas gratuitas para os alunos que não puderem pagar. As vagas são limitadas. Para mais informações, cursos.pevermelho@gmail.com.

O programa oferecido pelo curso introduz as principais questões que delimitam o cenário contemporâneo das artes. “É um conteúdo significativo tanto para quem já tem familiaridade com a arte contemporânea como para quem quer começar os estudos sobre esse sistema”, afirma João Angelini, um dos fundadores do Pé Vermelho. Ao final do curso, o Pé Vermelho emitirá um certificado de conclusão, mediante presença e permanência mínima do inscrito em 75% dos encontros.

Para solicitar bolsas de estudos para o curso, os interessados devem fazê-lo pelo link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdkurmu-do1pS4r_I88SCdk7YTJFVT7Dp6ICyy-Xxsb07rvig/viewform. Terão prioridade pessoas trans, negras, de origem periférica e pessoas situadas nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste.

Sobre o curso

O território da arte contemporânea possui variadas e imprevistas entradas, matérias para todos os gostos, muitas das questões atuais que nos atraem e atormentam. O curso, que deve ser entendido como um começo de conversa, tratará de alguns artistas e temas fundamentais para a compreensão da arte contemporânea, o que inclui a compreensão da crise da arte moderna e, na outra extremidade, no presente, na crise da visão eurocêntrica. Considerando que a arte pertence ao quadro geral da cultura e que internamente desdobra-se em múltiplas linguagens que se cruzam o tempo todo, o curso tratará de artistas visuais, cineastas, arquitetos, bailarinos/coreógrafos, designers e escritores. Um curso que juntará várias linguagens e produções, com destaque ao plano internacional, posto que o nacional merece uma introdução à parte. Serão abordadas obras recentes, outras – a maioria - produzidas por volta de setenta anos atrás, outras, ainda, com ressonâncias ancestrais. Isso porque, veja bem, o que define a obra contemporânea, não é sua idade, mas o quanto ela diz de nós, nos toca, leva-nos a sentir e a pensar.

Programa

1. O gesto, a cor, a matéria

As vertentes do Expressionismo Abstrato do pós-guerra na Europa e nos Estados Unidos

2. O experimentalismo dos anos 50 e 60

O efeito Marcel Duchamp | John Cage, Merce Cunningham e Robert Rauschenberg e a invenção do Happening |Neo-dadaísmo - Robert Rauschenberg e Jasper Johns

3. Tudo é real (inclusive as imagens), Novo Realismo e a Pop Arte. Do mundo à imagem do mundo

Arte e Consumo | Richard Hamilton, Arman, Yves Klein, Cesar, Claes Oldenburg, Andy Warhol, Roy Lichtenstein, Marisol

4. Série e repetição = a arte na era pós-industrial.

Minimalismo e as expressões redutivas | Carl Andre, Donald Judd, Agnes Martin, Charlotte Posenesnke | A música de Steve Reich / A primeira arquitetura de Peter Einsenmann