top of page

Artista plástica indígena Daiara Tukano realiza Roça de Conversa no Museu da República


Na segunda-feira (27), o Museu Nacional da República abrirá , especialmente, para o encerramento da exposição “Pamuri Pati- Mundo de Transformação”, que mostra uma retrospectiva das obras da artista plástica Daiara Tukano, representada pela galeria Milan de São Paulo.

A mostra, que fica aberta ao público até domingo (26), apresenta mais de 70 trabalhos, que viajam pela produção dessa artista indígena que, a cada dia, vem ganhando reconhecimento no Brasil e no exterior, com obras expostas no Dear Earth, na Hayward Gallery, em Londres (Reino Unido), e na mostra “Véxoa: Nós Sabemos”- coletiva de artistas indígenas - na galeria Tuftus, em Boston (EUA) e, recentemente, participou em Milão, de um talk na Fondation Cartier, onde abordou o tema, o conceito da floresta como um lugar de encontro de culturas indígenas.


Entre as obras que se destacam na exposição do Museu da República estão o “Espelho da Vida”, inspirado no manto Tupinambá, que foi destaque na 34ª Bienal de São Paulo, a série Kahpi Hori, com pinturas que fazem uma alusão aos traços indígenas e Festa no Céu, composta por quatro grandes pinturas suspensas que representam pássaros sagrados.


Na noite de encerramento, segunda-feira (27), às 19 horas, que será aberta ao público Daiara realizará uma “Roça de Conversa”, como ela gosta de chamar, que contará com a participação dos também artistas plásticos indígenas, Naine Terena, Denilson Baniwa e Gustavo Caboco.


bottom of page