top of page

Atas do FOMC revelam a necessidade de cortar juros, mas o mercado espera que seja em setembro

Por Daniel Siluk, Head do grupo global de Short Duration & Liquidity

Antes da divulgação da ata do FOMC de hoje, o mercado já estava lidando com um valor do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) que superou as expectativas, além de um resultado decepcionante no leilão dos títulos de 10 anos do Tesouro dos EUA. O aumento inesperado do IPC foi o principal fator por trás do aumento dos rendimentos de hoje.

As atas do FOMC revelaram que quase todos os membros do comitê concordaram com a necessidade de reduzir as taxas de juros este ano. Entretanto, eles enfatizaram a necessidade de maior "confiança" em relação à trajetória sustentável da inflação rumo à meta antes de prosseguir com o corte das taxas. Infelizmente, a confiança que eles buscavam nas tendências da inflação não foi reforçada hoje.

Os operadores do mercado que estavam prevendo uma redução da taxa em junho agora provavelmente abordarão essas previsões com cautela. Isso é especialmente verdadeiro considerando o momento do relatório do IPC de maio, que deve ser divulgado no mesmo dia da reunião de junho do FOMC. Como resultado, as expectativas para o momento do corte inicial da taxa mudaram, com o consenso do mercado agora se inclinando para setembro.

Além disso, a ata forneceu informações sobre os ajustes relativos ao Quantitative Tightening (QT) e a estratégia para gerenciar a redução do balanço patrimonial. O Conselho do Federal Reserve aprendeu com as experiências de sua redução do balanço patrimonial em 2019, indicando uma intenção de diminuir o ritmo desse processo "em breve". Além disso, foi observado que eles também preferem fazer ajustes no ritmo por meio de suas participações no Tesouro, em vez de títulos lastreados em hipotecas.


Posts Relacionados

Ver tudo

Fazer mais com menos

Artigo escrito por Carlos Rodolfo Schneider - empresário A melhora na nossa classificação de risco de crédito soberano feita pela S&P Global Ratings Brasil, sem dúvida, foi uma boa notícia para fechar

Comments


bottom of page