Brasília começará a produção da vacina Sputnik V na sexta-feira


A farmacêutica brasileira União Química protocolou o pedido de teste 3 da vacina no Brasil, e o DF está na lista de unidades da Federação para testagem

Na próxima sexta-feira (15/01), o DF deve começar a produção da vacina russa Sputnik V. Uma das responsáveis pela produção será a farmacêutica brasileira União Química, que é uma das parceiras do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) para a elaboração das doses do imunizante contra a covid-19, as quais devem ser desenvolvidas pela Fábrica Bthek.


Após a fase de produção, a vacina será envasada e fracionada em Guarulhos (SP). A empresa informou que submeteu o Dossiê de Desenvolvimento Clínico de Medicamento (DDCM) à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


A princípio, as doses produzidas no DF serão exportadas para países da América Latina que já registraram a Sputnik V, como Argentina e Bolívia. Para a distribuição em solos brasileiros, ainda é necessário a autorização da Anvisa. O pedido ainda está em análise.

Publicidade

© 2021 por Rodac Comunicação Criativa