Brasília recebe exposição “Faces do Refúgio”, com fotos, filmes e debates


As nuances da tragédia humanitária pelas lentes de fotógrafos do ACNUR

Em busca do direito à vida, homens, mulheres e crianças fogem de seus países. Dados da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) indicam que mais de 68 milhões de pessoas no mundo encontram-se, atualmente, fora dos seus locais de origem. Eles trilham caminhos tortuosos e hostis para conquistar segurança, humanidade e dignidade. Guerras, conflitos e perseguições estão entre os principais motivos do êxodo. Em 2019, os eventos que marcam o Dia Mundial do Refugiado (20 de junho), terão início um mês antes, em Brasília. O ACNUR traz ao Brasília Shopping a exposição Faces do Refúgio, que vem acompanhada de uma mostra de filmes sobre o tema. As coletâneas podem ser conferidas entre os dias 20 de maio e 2 de junho, na Praça da Cúpula Sul do Brasília e no Teatro Brasília Shopping. Faces do Refúgio é composta por 52 fotos feitas por fotógrafos do ACNUR em diferentes partes do mundo. Elas revelam as principais crises de deslocamento forçado da atualidade, causadas por conflitos em países como Síria, Sudão do Sul, República Democrática do Congo e Mianmar. Os registros também contam histórias de superação de crianças, homens e mulheres que tiveram que abandonar suas casas devido a graves violações de direitos humanos e buscam uma oportunidade de reconstruir suas vidas longe de seus países. A curadoria da exposição foi realizada pelo ACNUR em conjunto com o Atelier Vanessa Poitena. Para mais informações: (61) 2109-2122 e www.brasiliashopping.com.br.

Publicidade

© 2021 por Rodac Comunicação Criativa