top of page

Brother Davi abusa do 'sequestro límbico' e 'prolixidade' na casa mais vigiada

O Big Brother Brasil é mais do que uma fonte de entretenimento na televisão e notícia em sites e redes sociais. A reunião de tantas pessoas diferentes confinadas em um espaço 24 horas por dia permite uma análise que vai muito além daquela primeira impressão, do estereótipo físico ou relacionado a idade, gênero e local de origem. Isso porque os participantes vão apresentando suas reais versões com o passar dos dias, influenciando no destino do jogo de cada um dentro e fora da casa. É neste momento que começam a ser desenhados mocinhos, mocinhas, vilões, vilãs, heróis, heroínas e outros papéis nesta história. E um elemento que acaba sendo quase que obrigatório: momentos de exaltação.

Uma das maneiras de tentar entender melhor cada um dos brothers e sisters é observar o comportamento linguístico e corporal. Dois dos principais expoentes desta edição do BBB são Davi, que segue confinado e desponta como um dos favoritos ao prêmio milionário, e o polêmico já eliminado Nizam. Ambos tiveram suas diferenças, discutiram bastante e o baiano chegou a partir para cima do paulista – que já tinha cometido outros deslizes durante o reality show, como quando fez comentários sobre o corpo de Yasmin Brunet.

Como a internet não perdoa, diversos foram os comentários e as discussões sobre o comportamento de Davi. O confinamento, combinado às estratégias do jogo, acabam deixando todos com as emoções e os sentimentos à flor da pele. E é aí que são expostas as consequências. Mas existem formas de justificar algumas ferramentas utilizadas pelo brother em suas argumentações.

“A primeira coisa é falta de controle emocional. É nítido que o Davi, em alguns momentos, se exalta e acaba tendo uma linguagem um pouco mais agressiva, mas essa não é uma característica só dele, inclusive a gente está falando de um reality show que a proposta é ter ‘treta’. A verdade é que mesmo quando a gente está certo podemos perder a razão dependendo da forma como se expressa”, justifica Giovanni Begossi, mais conhecido como El Professor da Oratória e criador dos métodos Hiper Persuasão, Oratória Viral e Destrave Sua Comunicação, que contam com milhares de alunos espalhados pelo mundo.

Para Begossi, todo comportamento do brother tem explicação – fundamentada inclusive em literatura. “A partir do momento que o Davi se estressa, acontece um fenômeno que o Jack Shafer, autor do livro Manual de Persuasão do FBI, vai chamar de sequestro límbico. O que é isso? Quando a gente se estressa, de repente já não está mais pensando com o cérebro racional. Está pensando só com as emoções e simplesmente não consegue raciocinar. Então ele não consegue passar a narrativa dele, a ideia dele, com clareza, acaba se tornando uma pessoa difícil de entender, repetindo muitas coisas, porque ele está extremamente emotivo. Então é muito importante aprender a controlar nossas emoções para poder passar essas ideias com clareza sem sofrer o sequestro límbico”, justifica.

“São pessoas que não se conhecem, convivendo 24 horas em espaço fechado, sem acesso ao celular e sendo vigiadas o tempo todo sem saber como suas ações estão repercutindo lá fora. Com tudo isso, é natural que as pessoas não sejam tão eloquentes quanto poderiam. Qualquer pessoa filmada 24 horas por tanto tempo como o Davi falaria besteira, coisas que o público não concorda, então em vez de martirizar alguém por questão de comunicação, prefiro reconhecer que está se posicionando, que é a coisa mais difícil nesse jogo. Falar o que acredita tem convencido mais as pessoas de que ele pode ser potencial campeão mesmo com a questão da oratória. Então não adianta ter oratória e não ter conteúdo. E de acordo com o público, aparentemente, ele tem conteúdo, ainda que não consiga passar por meio da oratória”, comentou Giovanni.

O especialista ainda avança sobre o assunto, recordando outras situações envolvendo o brother. “A segunda coisa é com relação a uma linguagem que pode ser considerada mais agressiva. Uma grande polêmica logo no início foi quando teve a primeira briga dessa edição, que foi o Nizam contra o Davi. O Nizam era uma pessoa que ninguém gostava aqui fora, tanto que quando o Davi peitou ele todo mundo comemorou. Só que nesse momento em que o Davi foi lá falar que ele era falso, foi confrontar, ele acabou repetindo várias vezes: ‘eu sou homem, eu sou homem, eu sou homem, eu sou de falar na cara’. Isso mostra por um lado a questão do sequestro límbico, que não consegue sequer colocar uma frase direito, porque estava plenamente emotivo naquele momento. Só que neste momento ele acabou falando algo muito grave: ‘meu pai me criou homem, não criou viado’. É preciso ter muito cuidado na comunicação para não utilizar termos que podem ofender pessoas, que podem fazer se sentirem diminuídas, porque ele que estava fazendo uma coisa positiva, confrontando uma pessoa que era odiada por todos, mas acabou reverberando contra ele por conta das palavras que usou”

Giovanni ainda cita outro apontamento que críticos têm feito a respeito de Davi. “As pessoas têm reclamado da internet que ele está muito prolixo. Por quê? Porque ele se repete muito, fala muitas vezes a mesma coisa. Não consegue ter uma oratória tão eloquente e tão envolvente na hora de passar as ideias e isso de fato é um sinal das pessoas prolixas. O que é a prolixidade? É aquela pessoa que fala muito e não fala nada, que dá o maior rodeio do mundo para falar uma coisa simples, não consegue ser concisa, ir direto ao ponto, não tem capacidade de síntese. Aqui para não cair nisso, o que se pode fazer é organizar melhor a fala: ter início, separar em tópicos ou números o que vai falar e não ficar repetindo os pontos, porque isso, ao invés de passar a mensagem, deixa as pessoas menos propensas a ouvir”, apontou.

Giovanni Begossi @elprofessordaoratoria - Mais conhecido como El Professor da Oratória, Giovanni é advogado e aluno laureado do curso de direito na UFRN, Tedx Speaker e bicampeão brasileiro de oratória. São 13 anos de experiência em comunicação, que começaram em aulas de teatro, passando pelos Toastmasters, em Portugal, e chegando a sócio extraordinário da Sociedade de Debates da Universidade de Coimbra. Por meio da comunicação, deixou de ser um “nerd antissocial” e ganhou mais de 20 prêmios de debate e oratória em três línguas diferentes: inglês, espanhol e português. Referência no ramo, é criador dos métodos Hiper Persuasão, Oratória Viral e Destrave Sua Comunicação, além de mentor de grandes influenciadores, empresários multimilionários, ex-BBBs, políticos, atletas profissionais e até desembargadores. Em agosto de 2022 ganhou 200 mil seguidores no Instagram e no Tik Tok, tornando-se o maior perfil de comunicação e oratória do País nas redes sociais, com mais de 1 milhão de seguidores atualmente e mais de 100 milhões de views orgânicos. 


Posts Relacionados

Ver tudo

IDesconto 2024 promete esquentar o inverno no DF

O Shopping ID traz uma boa notícia para quem quer renovar móveis e decoração da casa ou escritório: a partir da próxima quarta-feira (26/6) clientes poderão desfrutar de descontos de até 50% em todas

Comments


bottom of page