top of page

Cia de Cantores Líricos de Brasília apresenta "La Bohème" em homenagem aos 100 anos de falecimento de Puccini


Nos subúrbios de Paris de 1830, o poeta Rodolfo e seus amigos artistas não possuem dinheiro para pagar o aluguel, mas sonham com fama e sucesso. Um dia, a costureira Mimi bate à porta de Rodolfo e revira a vida de todos.  Com esta temática, a Cia de Cantores Líricos de Brasília abre a temporada de espetáculos de 2024 com a famosa ópera La Bohème, de Giacomo Puccini. Em grande elenco local/nacional, a ópera aborda o amor, a paixão e o ciúmes e estreia no Distrito Federal em março para homenagear os 100 anos do falecimento do eterno compositor italiano.

A produção que foi/é realizada com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal – FAC-DF estará em cartaz nos dias 27 e 28 de março, sempre às 20h, no Teatro da Caesb de Águas Claras. Logo após, segue para o Teatro do Sesc Gama nos dias 29 e 30 de março, também às 20h e dias 06 e 07 de abril, às 19h, no Teatro da Escola Parque Anísio Teixeira,. Entrada gratuita com retirada mediante Sympla do evento ou 1h antes na bilheteria do teatro. Não recomendado para menos de 12 anos. Mais informações no Instagram: @ciadecantoresliricos.

A ÓperaLa Bohème é uma ópera de Giacomo Puccini, com libreto de Luigi Illica e Giuseppe Giacosa, baseado no romance de Henri Murger, Scènes de la vie de bohème. Retrata a história da costureirinha Mimi e do poeta Rodolfo na Paris boémia do século 19. 

Rodolfo é um poeta parisiense pobre que se apaixona por Mimi. Marcelo é pintor e companheiro de moradia de Rodolfo. Já Colline é filósofo e Schaunard, músico. Ambos também dividem a casa com os colegas. Mimi é uma pobre florista que sofre de tuberculose.  Musetta é uma jovem namoradeira que ama Marcello, mas sempre tenta deixá-lo com ciúmes. Há ainda Benoit, locador fracassado que mora no mesmo prédio de Rodolfo, Marcello, Colline e Schaunard. Outro personagem é Alcindoro, velho rico e um dos admiradores de Musetta. Para completar a trama, o vendedor de brinquedos Parpignol. Todos estes personagens dão vida à produção considerada a mais melodiosa de Puccini.

“Vamos homenagear os 100 anos da morte de Puccini com uma equipe renomada de cantores líricos de Brasília , do Rio de Janeiro e São Paulo. Será uma montagem linda, com cenários e figurinos de época. E sempre de graça”, celebra a atriz, produtora e uma das fundadoras da Cia de Cantores Líricos de Brasília, Renata Dourado.

Sobre a Cia de Cantores Líricos de Brasília - A Cia de Cantores Líricos de Brasília surgiu em 2008 por meio da união de cantores líricos de Brasília que resolveram contribuir com o cenário musical da cidade. Todos os cantores realizam apresentações musicais, shows, concertos, recitais, óperas e casamentos, em performances em grupo ou solo.

Renata Dourado e Érika Kallina são sopranos e atuam tanto em produções da Cia de Cantores Líricos, quanto em outras produções musicais da cidade. Gustavo Rocha é um dos barítonos mais atuantes de Brasília e, além de cantar nas produções da companhia e em outras produções no DF, também divide a produção dos espetáculos com a soprano e produtora Renata Dourado. Além da performance musical e cênica, os cantores ministram aulas individuais de canto.

Equipe:

LA BOHÈME, de PUCCINI

Maestro: Felipe Ayala

Direção cênica: Lício Bruno (RJ)

Elenco:

Mimi: Érika Kallina e Luiza Lacava (DF)

Rodolfo: Alan Faria (SP)

Musetta: Renata Dourado (DF)

Marcelo: Lício Bruno e Rafael Siano (RJ)

Schaunard: Diego Silveira (DF)

Colline: Gustavo Rocha (DF)

Benoir/Alcindoro: Abenilton Nogueira (DF)

Parpignol: Vittor Borges (DF)

Serviço: Cia de Cantores Líricos de Brasília apresenta La Bohème em homenagem aos 100 anos de falecimento de Puccini

Data:  27 e 28 de março

Horário:  20h

Local:  Teatro da Caesb de Águas Claras

Data: 29 e 30 de março

Horário: 20h

Local: Teatro do Sesc Gama

Entrada gratuita com retirada mediante Sympla do evento ou 1h antes na bilheteria do teatro.

Não recomendado para menos de 12 anos

Mais informações no Instagram: @ciadecantoresliricos.


Comments


bottom of page