top of page

Combate à dengue: especialista orienta sobre sintomas e prevenção da doença


O calor e a alta umidade em períodos chuvosos são ideais para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, vetor de várias doenças virais, como a dengue. Em relação a diagnósticos, no ano passado, o Brasil registrou 1,6 milhão de casos prováveis de dengue, de acordo com o Ministério da Saúde. 

 

Os sintomas no organismo podem causar dúvidas, e por isso é tão importante distingui-los o mais rápido possível. A febre, por exemplo, é comum no quadro de dengue, no entanto, é comum à demais doenças tanto bacterianas quanto virais. 

 

“Além de febre, a dengue pode provocar dores no corpo, dores de cabeça, erupções na pele e cansaço. É crucial instruir a população sobre o assunto, de modo que se sintam motivadas a buscar ajuda médica imediata ao notarem os sinais, o que assegura um diagnóstico mais assertivo e tratamento apropriado da enfermidade”, afirma Juliana Dias Martins, coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade Anhanguera. 

 

A docente acrescenta que é importante observar os sinais respiratórios e gripais. “A dor de garganta, congestão nasal, tosse seca e coriza são sintomas frequentes na COVID-19, mas não são comuns nas arboviroses”, explica. A orientação é para que, ao apresentar sintomas, o indivíduo procure um pronto-atendimento o mais rápido possível. Diante de diversas epidemias ao mesmo tempo no país, é importante para o diagnóstico a realização de exames laboratoriais específicos para o tratamento adequado. 

 

Por fim, a especialista dá algumas dicas sobre os cuidados e medidas para evitar a proliferação do vetor. Confira: 

 

Elimine locais de reprodução: O mosquito deposita seus ovos em água parada. Portanto, é essencial eliminar todos os recipientes que possam acumular água em sua casa e arredores, como vasos de plantas, pneus velhos, garrafas vazias, latas e recipientes de plástico; 

 

Mantenha a limpeza: Mantenha sua casa e quintal limpos e livres de lixo, entulho e objetos em desuso que possam acumular água;  

 

Cubra recipientes de água: Se você tiver tanques de água, caixas d'água ou cisternas, certifique-se de que estejam devidamente tampados para evitar a entrada de mosquitos; 

 

Limpe ralos e calhas: Certifique-se de que ralos e calhas estejam limpos e desobstruídos para que a água possa escoar livremente; 

 

Use repelente: Ao sair de casa, especialmente em áreas onde o mosquito pode habitar, aplique repelente de insetos na pele exposta. Certifique-se de seguir as instruções do rótulo; 

 

Use roupas adequadas: Vista roupas de manga longa e calças compridas quando possível, para reduzir a exposição da pele aos mosquitos; 

 

Instale telas em janelas e portas: Use telas em suas janelas e portas para impedir que os mosquitos entrem em sua casa; 

 

Evite horários de pico: O mosquito é mais ativo durante o amanhecer e o entardecer. Tente evitar atividades ao ar livre durante esses horários, se possível; 

 

Elimine criadouros comunitários: Participe de esforços de limpeza e educação em sua comunidade para eliminar criadouros de mosquitos Aedes em áreas públicas; 

 

Esteja ciente dos sintomas: Fique atento aos sintomas de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como febre alta, dor no corpo, manchas vermelhas na pele, dores nas articulações e olhos vermelhos. Procure atendimento médico se apresentar esses sintomas. 

 

Sobre a Anhanguera          

Fundada em 1994, a Anhanguera oferece educação de qualidade e conteúdo compatível com as necessidades do mercado de trabalho por meio de seus cursos de graduação, pós-graduação, cursos Livres, preparatórios, com destaque para o Intensivo OAB (Ordem dos Advogados do Brasil); profissionalizantes, nas mais diversas áreas de atuação; EJA (Educação de Jovens e Adultos) e técnicos, presenciais ou a distância, visando o conceito lifelong learning, no qual proporciona acesso à educação em todas as fases da jornada do aluno. São mais de 15 mil profissionais e professores entre especialistas, mestre e doutores.         

         

Além disso, a instituição presta inúmeros serviços à população por meio das Clínicas-Escola, na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas. A Anhanguera tem em seu DNA a preocupação em compartilhar conhecimentos com toda a sociedade a fim de impactar positivamente as comunidades ao entorno das instituições de ensino. Para isso, conta com o envolvimento de seus alunos e colaboradores a partir de competências alinhadas às práticas de aprendizagem e que contribuem para o desenvolvimento do País.         

         

Com grande penetração no Brasil, a Anhanguera está presente em todas as regiões com 106 unidades próprias e 1.398 polos em todos os estados brasileiros.         

         

Acesse o site e o blog para mais informações.


Comments


bottom of page