top of page

Como as pequenas e grandes empresas podem se preparar para 2024?

* por Patrícia Brito

O setor de casa, decoração e celebrações vem passando por readaptações após os anos turbulentos que tivemos por conta da pandemia. Nesse panorama, mais do que nunca, as empresas desse mercado têm investido em inovação, e a sustentabilidade tem ganhado mais destaques.

Cada vez mais, grandes empresários e microempreendedores vêm explorando materiais reciclados, designs ecologicamente corretos e práticas sustentáveis em suas criações - o que atrai consumidores preocupados com a causa ambiental.

Por isso, não poderia ser diferente: para 2024, o mercado de casa, decoração e celebrações deve intensificar o uso de materiais naturais, que podem ser incorporados a móveis arredondados, que remetem às formas livres da natureza. Além disso, elementos como criatividade na aplicação de texturas e mais fluidez são apenas alguns dos destaques que devem “vir com tudo” no próximo ano.

Produtos artesanais e designs únicos têm consumidores cativados em busca de exclusividade, e isso também vale para o setor de celebrações, que deve seguir essa tendência. Portanto, os microempreendedores podem - e devem - focar em criar produtos exclusivos, com atenção ao detalhe e design diferenciado.

No entanto, engana-se quem pensa que a criação de produtos sustentáveis é o único elemento que deve ser observado pelas empresas do setor no próximo ano. A seguir, listo os elementos que as pequenas e grandes empresas devem observar em 2024:

 

Tecnologia

Quando falamos de inovação na área de decoração, a integração de tecnologia inteligente em itens domésticos como iluminação, móveis e acessórios tem sido uma tendência que precisa ser mais bem explorada.

Hoje, vemos um progresso na área de iluminação, eletrônicos e eletrodomésticos, mas sabemos que há uma tendência de tornar mais acessível a interligação das “atividades da casa” facilitando e personalizando os produtos às necessidades do morador. No setor de celebrações, atividades que provocam interações, como o uso de luzes nas decorações, serão muito bem-vindas.

O consumidor está em busca de experiências mais do que o produto em si. Por isso, para inovar nessas áreas, vale liberar o pensamento criativo para criar produtos e serviços personalizados, mas sem abrir mão de conforto e bem-estar.

Microempreendedores também podem criar produtos que se conectem a aplicativos ou usam tecnologia para oferecer funcionalidades inovadoras - o que traz um diferencial para a marca e destaque ao produto que passará, além de compor o ambiente, a ser funcional, pois oferecer produtos personalizados ou permitir uma experiência mais interativa aos clientes tem sido uma tendência crescente.

Um exemplo que gosto de citar é a inovação dentro do segmento de papelaria e presentes criativos. Que, com a tecnologia, estão cada vez mais. É um mercado que está em constante evolução, sempre em busca de antecipar tendências e transformá-las em itens que aliam praticidade e bom gosto.

 

Feiras de Negócios

Para 2024, os empresários de casa, decoração e celebrações também devem investir na participação de feiras de negócios, que são importantes sobretudo para o microempreendedor.

Afinal, as feiras de negócios desempenham um papel fundamental no desenvolvimento dos microempreendedores de diversas maneiras, sendo a primeira delas o networking, pois oferecem oportunidades únicas de estabelecerem contatos, criarem redes de relacionamento e encontrar potenciais parceiros, fornecedores, investidores e o que mais buscam: clientes.

Ao participar da feira correta, o microempreendedor ganha a visibilidade no mercado que deseja atingir, pois pode mostrar seus produtos ou serviços para um público amplo, porém focado, aumentando o seu reconhecimento. Com isso, consegue ter um feedback direto dos consumidores e outros empresários sobre seu trabalho de forma rápida, podendo corrigir trajetos e aprimorar.

Em uma feira profissional e dirigida, as empresas também se mantêm atualizadas sobre as tendências do mercado e inovações no setor específico em que atuam - o que é indispensável para o próximo ano. Uma feira de negócios do setor de casa, decoração e celebrações é o local perfeito para colher informações valiosas, dicas e estratégias para aprimorar seus negócios, principalmente no caso de pequenas empresas que, muitas vezes, não têm acesso de forma antecipada a esse tipo de informação.

Feiras de negócios são, ainda hoje, comprovadamente a melhor ferramenta para atingir, de forma rápida, um maior número de clientes qualificados e diversificados. Além disso, as feiras são ambientes propícios para vendas diretas e fechamento de negócios. Assim, não há outra ferramenta que lhe proporcione, em tão pouco tempo, a quantidade de contatos diretos e oportunidades plurais que um evento como esse proporciona.

 

ESG

A implementação de critérios ESG (Ambiental, Social e Governança) tem se destacado como um fator de importância na geração de valor no Brasil, tanto para consumidores, quanto para investidores, e em 2024 isso não será diferente. No próximo ano, a expressão completará vinte anos de existência no mercado mundial e há uma crescente no número de iniciativas internacionais sobre o tema.

Sabemos que esse é um ponto de atenção no nosso mercado e os empreendedores do setor estão cada vez mais focados na integração de práticas sustentáveis nas empresas, principalmente na fabricação e importação de seus produtos e buscando iniciativas para reduzir o impacto ambiental.

Muitas empresas do segmento de objetos de vidro e plástico obtêm quase toda a sua matéria-prima de cooperativas de reciclagem e promovem a reutilização dos insumos internamente. Já há alguns anos, existe o desenvolvimento de linhas específicas com material reciclado vindo de cooperativas, o que também incentiva o design sustentável - que é valorizado por maximizar a eficiência dos recursos, garantindo durabilidade e, muitas vezes, multifuncionalidade aos produtos.

 

Omnichannel

O comércio eletrônico continua a crescer. A modalidade deve vender R$185,7 bilhões em 2023, segundo estimativa realizada pela ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico). De acordo com o estudo, o mercado deve chegar a R$ 205 bilhões em 2024 e passar para R$ 225 bilhões em 2025.

Nesse cenário, a integração de experiências de compra on-line e off-line tem sido fundamental. Hoje, todas as categorias de empresas podem investir em plataformas de e-commerce que se adaptem ao seu estilo de negócio e explorar experiências físicas para os clientes, como lojas pop-up ou eventos de demonstração e vendas como as feiras.

Aqui, vale lembrar que o consumidor passou a celebrar mais após a pandemia. Exemplo disso, surgiram as chamadas festas “infantis” para adultos, onde experiências personalizadas devem ser realizadas, e os “chás-revelação”, que passaram do on-line, no período de pandemia, para grandes e criativos eventos presenciais, usando produtos diferenciados para o grande momento.

Também é preciso destacar que a adaptação é complexa para todos os tamanhos de empresas, mas especialmente as de menor porte que se deparam com uma concorrência no ambiente digital acirrada, o que exige estratégias de marketing e diferenciação bem planejadas, as quais não estavam preparadas para desenvolver.

Além disso, é importante lembrar que as tendências podem mudar rapidamente, então a flexibilidade e a capacidade de adaptação são fundamentais para o sucesso em um mercado em constante evolução.

Em resumo, as mudanças no comportamento do consumidor impulsionadas pela pandemia estão redefinindo as estratégias de inovação no setor de casa, decoração e celebrações, que teve que retomar a sua rotina com o “carro em movimento”, pois, ao mesmo tempo que apareceram diversas oportunidades, há muitos desafios para as empresas que buscam se adaptar e se destacar nesse novo cenário.

Siga as principais tendências em 2024 e colha os frutos o ano inteiro!

 

Patrícia Brito é gerente de eventos da ABCasa (Associação Brasileira de Artigos para a Casa, Decoração, Presentes, Utilidades Domésticas, Festas, Flores e Têxtil). (completar mini bio)


Posts Relacionados

Ver tudo

Especialista explica sobre holding familiar

Holding familiar é uma empresa que possui participação acionária significativa em outras empresas, geralmente com o objetivo de administrar e controlar o patrimônio familiar, bem como facilitar a suce

bottom of page