top of page

Como o investimento em venture builders está mudando o mercado de startups?


Uma corporate venture builder (CVB) é estabelecida para explorar novas oportunidades de negócios, inovação e crescimento. A principal função é desenvolver startups que estejam alinhadas com os interesses de uma corporação e seus investidores. Isso pode envolver identificação de ideias de negócios promissores, formação de equipes empreendedoras internas ou externas e fornecimento de recursos e conhecimentos para o desenvolvimento das empresas nascentes.

Nesse sentido, as startups devem explorar áreas de negócios que tenham sinergia com as operações existentes da empresa, além de investidores que possam ajudar a alavancar a proposta e diversificar o portfólio. Portanto, a CVB fornece tanto suporte operacional quanto estratégico, ajudando a navegar nos desafios iniciais do mercado e aumentar as chances de sucesso.

Toda essa abordagem em cena ainda permite à empresa explorar novos setores, tecnologias e oportunidades, ao mesmo tempo que mitiga os riscos associados ao investimento.

Diante de tantas vantagens, listo a seguir outros benefícios de investir em ventures builders que estão transformando negócios disruptivos e promissores.

Expansão da rede de contatos

Investidores podem ampliar relacionamentos ao se envolverem com outros empreendedores que também apoiam startups da venture builder.

Potencial de retorno elevado

Embora investir em startups seja arriscado, se um projeto for bem-sucedido, o retorno pode ser significativo.

Flexibilidade de investimento

Ventures builders podem oferecer oportunidades de investimentos flexíveis, permitindo que os investidores escolham o quanto direcionar e em quais startups desejam apostar.

Acompanhamento dos recursos

Geralmente, CVBs monitoram o desempenho das companhias e fornecem atualizações regulares aos investidores, o que ajuda a manter a transparência e a prestação de contas.

Escala e eficiência

Trata-se ainda de uma maneira eficiente de acessar muitas startups e alavancar a escala e os recursos da própria venture builder.


No entanto, como já foi mencionado, é importante lembrar que investir em startups ainda envolve riscos substanciais e nem todas as empresas serão bem-sucedidas. Portanto, é fundamental realizar uma due diligence cuidadosa, diversificar o portfólio e estar preparado para um horizonte de investimento de médio e longo prazo. Além disso, a escolha da venture builder em que se investe também é crucial, pois a qualidade e a experiência da equipe desempenham um papel significativo rumo ao sucesso.


*Ana Debiazi, é CEO da Leonora Ventures, uma corporate venture builder catarinense que tem a missão de impulsionar o crescimento de startups que atuam com tecnologias inovadoras no setor de varejo, logística e educação.

  

Sobre a Leonora Ventures

A Leonora Ventures é uma corporate venture builder catarinense que tem a missão de impulsionar o crescimento de startups que atuam com tecnologias inovadoras no setor de varejo, logística e educação. Nascida das iniciativas do Grupo Leonora, empresa que está presente há 37 anos no mercado, sendo a segunda maior distribuidora de produtos de papelaria do Brasil e presente em mais de 11 mil estabelecimentos, e do Grupo FCJ, maior venture builder da América Latina, a Leonora Ventures é mão na massa e eleva o potencial escalável das startups em que atua. Para mais informações, acesse: https://leonoraventures.com.br/ ou @leonoraventures. 

 

Informações à imprensa  

NB Press Comunicação   

Tel.: 55 11 99327-8510   


bottom of page