top of page

Conhecida como “Dezembrite”, a Síndrome do Fim do Ano pode afetar a saúde do coração

Provavelmente você já ouviu falar que a incidência de infartos é mais comum no período do Natal e Ano Novo. O fim do ano chega e essas datas comemorativas trazem fatores que podem contribuir para diversos problemas. No estudo publicado no British Medical Journal, foi constatado que o risco de ter um ataque cardíaco é 37% maior do que o habitual no dia de Natal, e 20% maior do que o comum durante a celebração da virada do ano. 

No Brasil, o número de mortes por doenças do coração é expressivo e assustador. Mais de 1.100 pessoas morrem por dia por doenças cardiovasculares, problemas do coração e da circulação. Isso significa que cerca de 46 pessoas morrem por hora, e uma pessoa morre a cada 1,3 minuto. Só em 2022, são mais 190 mil pessoas vítimas de paradas cardiorrespiratórias, de acordo com dados da Arpen-Brasil (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais) em parceria com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC).

Para o cardiologista intervencionista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor), Ernesto Osterne, muitos podem encarar essa época como bastante estressante, já que as obrigações familiares, sociais e financeiras se multiplicam. Isso pode contribuir para a elevação da pressão arterial e agravamento dos fatores de risco para doenças cardíacas. 

"Outro ponto que deve ser levado em consideração é o aumento do consumo de alimentos gordurosos, que são bastante prejudiciais à saúde do coração, além do consumo maior de álcool durante as festas de final de ano. Todas essas questões estão atreladas ao papel fundamental no desenvolvimento de problemas de saúde em algumas pessoas", diz o especialista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor). 

Álcool X Energético

De acordo com o cardiologista do Instituto do Coração de Taguatinga (ICTCor), Thiago Germano, os exageros cometidos na mistura de álcool com energéticos podem atrapalhar o bom funcionamento do coração. "Esta mistura, com o seu consumo excessivo, pode ser um catalisador para problemas cardíacos, em especial a fibrilação atrial, sendo um tipo de arritmia cardíaca que torna os batimentos acelerados", explica.

O álcool pode trazer grandes malefícios a vários órgãos do nosso corpo, principalmente ao fígado, pâncreas, coração e cérebro. Já a cafeína, contida em bebidas energéticas, causa diversos efeitos colaterais no organismo. Entre os principais estão as dores no peito, arritmias, elevação da pressão arterial, tontura, insônia, formigamentos, desconforto respiratório, dores de cabeça e irritabilidade. Quem sofre de problemas cardíacos deve passar longe dessa mistura.

Confira algumas dicas para cuidar da saúde cardiovascular neste período:

  1. Tente manter o padrão alimentar rotineiro, pois o exagero de sal e comidas pesadas, principalmente em maior quantidade, pode piorar a compensação da hipertensão e elevar os níveis de colesterol e triglicérides;

  2.  Não deixe de tomar os medicamentos de rotina, mesmo que experimente alguma bebida alcoólica, pois a interrupção do tratamento pode trazer repercussões sérias;

  3. Procure evitar que a correria de tantos afazeres possa causar angústia ou irritação. Lembre-se, é um momento de festas, alegrias e confraternização, não há motivos para estresse;

  4. Procure descansar o corpo. Horas de sono são essenciais para o equilíbrio da saúde cardiovascular.


Comments


bottom of page