top of page

Evento no MAB celebra a Semana da Inclusão


Neste sábado, dia 30, acontece a Semana da Inclusão no Museu de Arte de Brasília (MAB). Considerado um dos maiores festivais de fotografia da América Latina, o Brasília Photo Show lança a Cidade da Fotografia com retratos, artes e painéis sob a ótica de pessoas com deficiência. O acesso ao evento é gratuito.


Entre as atrações estão previstos um espetáculo de dança com bailarinos PCDs do Street Cadeirante; desfile de moda com o Fashion Inclusivo ao som da banda Hey Jhonny,  que estará sob o comando do artista João Simões - pessoa com transtorno de espectro autista. 


“A fotografia e qualquer expressão artística é uma ferramenta empoderadora. Por meio da arte, incentivamos uma sociedade mais inclusiva e queremos evidenciar, com este evento, um olhar sem preconceitos para o que é diferente e que precisa ser disseminado de alguma forma. A arte da fotografia contribui para esta mudança social, pois retrata o amor, a capacidade de aprendizagem e de trabalho dessas pessoas”, comenta Rodrigo Nimer, diretor executivo do Brasília Photo Show.


Os fotógrafos da T21 irão fazer a cobertura das atrações, além de presentear o público com uma exposição de fotos maravilhosas, produzidas ao longo do ano, sob a coordenação da fotógrafa Gisele Santos. Com o título “Brasília é um templo”, a mostra traz a perspectiva de jovens com síndrome de Down sobre o mundo por meio da fotografia, abordando a religiosidade da capital. Eles estudaram e fotografaram os templos de Brasília, evidenciando sua diversidade religiosa, reflexo das diferentes culturas que foram reunidas desde antes da inauguração do quadradinho.


“Diversidade é a pluralidade dos indivíduos em termos de diferenças culturais, de identidade e de experiência. A inclusão social é uma questão fundamental na construção de uma sociedade diversa e igualitária. Portanto, é a combinação das duas que nos permite participar, de fato, da construção de uma sociedade mais justa. Sob este véu nasce a exposição “Brasília é um Templo”, detalha Gisele Santos.


Outros convidados incluem o fotógrafo Ian Stuckert e a modelo e influenciadora Vitória Mesquita (@hey.vit), que foi capa de uma das maiores revistas de moda do país - a revista ELLE, onde fez uma campanha que conseguiu mudar o conceito de Síndrome de Down do Google. A modelo acabou de lançar o livro Atualiza T21 na ONU em Nova York.


O olhar de um fotógrafo cego


Quando se pensa em uma pessoa cega e o que ela faz como trabalho ou arte, dificilmente alguém vai pensar em fotografia. Então, o público poderá conhecer Luciano Ambrósio Campos, o fotógrafo cego. Ele comenta que por ter se tornado cego na fase adulta, a relação com a imagem visual é bastante viva, a ponto de fazê-lo um perseguidor de imagens ou de sentimentos que o levem de volta àquelas coisas prosaicas da infância: mato molhado, pé de manga, estrada de chão, sol da manhã.


“Um lugar que me deixa confortável, não só porque parece colo de mãe, mas também porque me deixa poderoso, capaz de tudo pra que ninguém se canse, ninguém se esqueça de sonhar e mudar o mundo", comenta Luciano, que espera inspirar novos artistas com a mesma deficiência.


SERVIÇO:

Semana da Inclusão no MAB


Data: 30/03/2024, sábado das 10h às 19h.

Endereço: Endereço: SHTN, trecho 1, Projeto Orla, polo 3, lote 5 -  Brasília – DF.

Telefone: 61 3306-1375

Preço: Gratuito

Acompanhe:


Sobre o Brasília Photo Show – Aberto a todos os fotógrafos profissionais ou não, do Brasil ou do exterior, brasileiros ou estrangeiros, o Brasília Photo Show é um dos maiores Festivais de Fotografia da América Latina. Em nove edições, mais de 3100 fotos consagraram-se vencedoras entre quase 100 mil fotos foram recebidas de participantes de todo Brasil e de mais 60 países e oito livros foram publicados com as fotografias ganhadoras de todas as edições. 


Todas as fotografias vencedoras de estatuetas, medalhas e menções são impressas no livro oficial do Festival, que conta com 400 imagens premiadas.


Comments


bottom of page