top of page

Logtech de entregas na favela recebe aporte de R$ 400 mil e quer quadruplicar número de encomendas em 2024



O Carteiro Amigo Express- logtech especializada em postagem, retiradas, entregas de cartas, cartões de crédito e encomendas dentro e fora das favelas do Rio de Janeiro - recebeu um aporte de R$ 400 mil da Vai Fácil, uma empresa de transporte parceira comprometida com entregas sustentáveis e investimentos em startups de impacto social. O investimento é mais um passo na trajetória da startup na missão de levar inovação, tecnologia e sustentabilidade para os que vivem nas comunidades.

Criada em 2000, o Carteiro Amigo Express (CAE) foi a primeira empresa a entregar correspondências na Rocinha e já é referência nas comunidades do RJ. A startup tem a missão de digitalizar as favelas “de dentro para fora”, levando dignidade às comunidades que não tem CEP, igualando o acesso a oportunidades e trazendo também comodidade para a população das favelas receberem seus produtos no conforto de suas casas.

O aporte - que será direcionado para aquisições de galpões, equipe de suporte e aumento da capacidade operacional- é mais um impulso para fortalecer as operações do CAE e apoiar sua missão de proporcionar serviços de entrega excepcionais nas favelas cariocas. “Este investimento estratégico permitirá que possamos atender com ainda mais eficiência as demandas das comunidades nas quais opera, além de expandir nossa presença em novas áreas, levando nossos serviços de alta qualidade a um número crescente de moradores do Rio de Janeiro”, afirma Thiago Monsores, CPO e sócio investidor do Carteiro Amigo Express

“Com o aporte, investimos em logística e conseguiremos aprimorar ainda mais nossa operação nas comunidades em que atuamos.  A perspectiva é ampliar a malha de entregadores locais, capacidade de armazenagem e de coleta junto aos embarcadores parceiros com aquisição de novos veículos eletrificados, permitindo fazer mais de 4 mil entregas por dia”, avalia Pedrinho Jr, CEO do Carteiro Amigo Express.

"Este aporte é um marco significativo em nossa jornada, pois nos permitirá expandir nossa infraestrutura, atender mais comunidades e contribuir ainda mais para o desenvolvimento local. Nossa visão é construir um ecossistema de parcerias responsáveis e mutuamente benéficas", complementa o CEO.

Hoje, o Carteiro Amigo Express, em média, realiza a entrega de 100 mil pedidos anualmente, e pretende alcançar a marca de cerca de 500 mil pedidos anuais ao longo de 2024. A meta é dobrar esses números ao longo do ano, e quadruplicar o faturamento - hoje cerca de R$ 500 mil ao ano. “Além do objetivo de aumentar o número de entregas, temos o compromisso de criar 100 empregos nas comunidades desfavorecidas. Isso não apenas contribuirá para um impacto social positivo, mas também fortalecerá os laços entre o CAE e as comunidades que atendemos”, acrescenta Pedrinho Jr.

Atualmente, o CAE possui três bases em comunidades no Rio de Janeiro, que, juntas, atendem mais de 30 bairros em toda a cidade.

Aposta em sustentabilidade e inovação

Um dos pilares do CAE é a sustentabilidade, e o aporte foi destinado também à incorporação de veículos elétricos - como motos e tuk-tuks- à frota da empresa, uma medida que contribui significativamente para a redução das emissões de CO2. “Isso não apenas demonstra o compromisso com o meio ambiente, mas também oferece uma opção de entrega mais limpa e eficiente”, acrescenta o CPO do Carteiro Amigo Express.

A parceria entre o Carteiro Amigo Express e a Vai Fácil ajuda a atingir, além dos objetivos de crescimento, as metas da logtech de redução na emissão de C02, além da criação de empregos locais. "O Carteiro Amigo é um parceiro estratégico antigo, tem um conhecimento local, e esse movimento de investimento faz parte de uma taxonomia verde para melhorar a performance no e-commerce e acelerar o seu desenvolvimento. E não apenas isso. Faz parte da estratégia de negócios da Vai Fácil potencializar a empresa para melhor tangibilizar as práticas ESG como um todo”, explica Beto Bahia, fundador e CEO da Vai Fácil

Além do aporte recebido, o CAE planeja investir mais de R$1 milhão em tecnologia para impulsionar inovações que garantirão maior comodidade e rapidez, a fim de proporcionar total satisfação aos moradores que residem nessas favelas e utilizam os nossos serviços de entrega, postagem e retirada. 

“Para empresas de diversos segmentos que desejam ampliar sua abrangência de entregas em comunidades do Rio, atingindo aqueles clientes mais difíceis de alcançar, estamos realizando investimentos significativos na expansão de nossa torre de controle e CRM, aquisição de galpões em áreas estratégicas, bem como no desenvolvimento de dois aplicativos, sendo um voltado para os motoristas parceiros e outro voltado para as necessidades dos moradores, tornando assim o nosso ecossistema mais completo ", destaca o CEO da logtech.

Além disso, o CAE, por meio de sua área de inovação batizada de GCA Ventures, pretende acelerar iniciativas tecnológicas que estejam alinhadas com a missão da startup. “O nosso objetivo, com o Carteiro Amigo Express e seus serviços, é construir um ecossistema de valor que fortaleça nossa missão de democratizar as entregas, tanto dentro quanto fora das comunidades. A tecnologia, alinhada com a visão de produto, será o elemento catalisador para promover essa transformação", reforça Monsores.

"O principal foco do CAE nos próximos anos é impulsionar e desenvolver um ecossistema que forneça soluções inovadoras capazes de gerar um impacto positivo nas favelas, incentivando o empreendedorismo e fortalecendo a empregabilidade dentro dessas comunidades”, finaliza.

Sobre a Carteiro Amigo Express - O CAE é uma logtech de impacto social especializada em postagem, retiradas, entregas de cartões de crédito e encomendas da internet dentro e fora das favelas do Rio de Janeiro. Ao menos sete comunidades são contempladas, assim como mais de 30 bairros adjacentes já contam com os serviços de logística da empresa. Criada em 2000, na Rocinha, O CAE foi a primeira startup a entregar correspondências na comunidade da Rocinha e tem como missão digitalizar as favelas “de dentro para fora”, levando dignidade para as comunidades, igualando o acesso a oportunidades, gerando renda e trazendo também comodidade para a população das comunidades restritas aos centros urbanos da capital carioca. A startup visa impulsionar o empreendedorismo e promover negócios com propósito, capazes de solucionar problemas sociais e ambientais relevantes para a população local

Comments


bottom of page