top of page

"Pix sozinho não faz mágica. Fintechs também são necessárias", diz diretor do Banco Central em seminário da Zetta

Zetta e México Exponencial uniram forças para realizar um seminário explorando as melhores práticas internacionais em pagamentos instantâneos. Moderado por Rafaela Nogueira, economista-chefe da Zetta, o painel contou com a participação de especialistas dos bancos centrais do Brasil e do México, do Banco de Compensações Internacionais (BIS) e da Universidade da Pensilvânia, que discutiram os benefícios dos pagamentos digitais instantâneos para a concorrência e o impacto no bem-estar da população e na inclusão financeira.

Na introdução, Eduardo Lopes, presidente da Zetta, destacou que, em muitos países da América Latina, o setor bancário apresenta altas taxas de concentração, resultando em índices muito baixos de inclusão financeira. Por isso, foi discutido como outros países poderiam seguir o exemplo brasileiro do Pix, visando acelerar a adoção de sistemas de pagamentos digitais. No México, por exemplo, sete bancos concentram 77% dos ativos. Além disso, 90% das transações abaixo de 500 pesos são feitas em dinheiro.

Renato Gomes, diretor do Banco Central do Brasil, destacou que o Pix tem sido o marco mais importante na construção de um setor bancário mais competitivo no Brasil, oferecendo possibilidade de escolha entre métodos de pagamento, reduzindo a quantidade de dinheiro em circulação e aumentando a eficiência do sistema.

"O Pix, sozinho, não faz mágica. Os sistemas de pagamentos instantâneos não produzem resultados por si só. Há pré-condições necessárias, e uma das mais importantes é a existência de fintechs concorrentes que investem forte em tecnologia na entrada desses sistemas. Certamente, este foi o caso do Brasil, e muitos membros da Zetta cabem perfeitamente como exemplos. Muitos concorrentes já estavam prontos para potencializar essa grande infraestrutura do Pix, assim como novos bancos e fintechs. Esses novos sistemas de pagamentos não são uma barreira, muito pelo contrário. Não beneficiaram só os consumidores brasileiros, mas toda a indústria”, afirmou Renato Gomes.

“O evento foi uma oportunidade de mostrar, com estudos e casos, como os pagamentos instantâneos não só já fazem parte da realidade da economia mundial, mas vem mudando o mercado, tornando-se ferramentas fundamentais na promoção da competitividade e inclusão no sistema bancário”, disse Rafaela Nogueira, economista-chefe da Zetta.

Durante o evento, Sergey Sarkisyan, acadêmico da Universidade da Pensilvânia, compartilhou os resultados de sua pesquisa "Sistemas de Pagamentos Instantâneos e Competição por Depósitos". Ele destacou que a implementação de sistemas como o Pix no Brasil estimulou a concorrência no mercado de depósitos e facilitou a entrada de bancos menores, com a consequente redução das taxas de juros.

Othón Moreno, diretor-geral do Banco do México, observou que a tecnologia de pagamentos instantâneos torna o setor bancário mais competitivo, permitindo que participantes menores entrem no mercado e se beneficiem de custos mais baixos. No México, sistemas de pagamento como SPEI, CoDi e DiMo estão impulsionando a competitividade, reduzindo os custos de entrada, diminuindo o uso de caixas eletrônicos, e permitindo que plataformas 100% digitais compitam na oferta de serviços financeiros.

Jon Frost e Carolina Velázquez, do Banco de Compensações Internacionais (BIS), ressaltaram que é necessário um esforço conjunto entre o setor privado e os bancos centrais para a adoção de sistemas de pagamentos instantâneos. Eles também apontaram a importância de continuar projetando funcionalidades para pessoas e empresas que estimulem a inovação nos pagamentos e a adoção dos sistemas.

Nos comentários finais, Alehira Orozco, conselheira da México Exponencial, enfatizou que a disseminação dos pagamentos instantâneos podem impulsionar a concorrência e aumentar a eficiência do sistema, beneficiando as pessoas.

Sobre ZettaA Zetta é uma associação sem fins lucrativos, fundada por empresas de tecnologia que oferecem serviços financeiros digitais. A Zetta tem hoje 26 associadas que trabalham com o objetivo de garantir um ambiente econômico competitivo que resulte em maior inclusão financeira, inovação e satisfação dos consumidores nacionais de serviços financeiros e de pagamentos, por meio de propostas regulatórias, políticas públicas e desenvolvimento de pesquisa.

Sobre México ExponencialMéxico Exponencial é um think tank estratégico fundado em 2017, com o objetivo principal de promover um pensamento crítico e inclusivo sobre o futuro digital do México. Uma de suas linhas estratégicas é o estudo de políticas para promover as finanças digitais. Em 2023, apresentou seu Conselho Consultivo de Finanças Digitais, presidido por Víctor G. Carreón Rodríguez, pesquisador do Laboratório Nacional de Políticas Públicas do CIDE, e composto pela sociedade civil, academia e setor privado. Sua missão é incentivar uma discussão que contribua para a geração de ideias, linhas de pesquisa, políticas públicas e ações estratégicas que promovam os benefícios e oportunidades do uso das novas tecnologias no setor financeiro.


Posts Relacionados

Ver tudo

Commentaires


bottom of page