top of page

Projeto “Ópera Na Cidade” inova pela aproximação com novos públicos

“Ópera na Cidade” é uma websérie em 10 episódios que visa a promoção e democratização da Educação Musical. O projeto, que conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do DF, é dividido em quatro blocos:

 

No bloco “ENTENDENDO A MÚSICA”, o Maestro Matheus Avlis de Sousa apresenta um recorte histórico e social da evolução do conceito de Música em diferentes épocas e culturas.

 

No bloco “POR DENTRO DA ORQUESTRA”, apresentado por Ana Cançado, violista PcD portadora de Síndrome de Ehlers-Danlos, o público conhecerá 10 mulheres instrumentistas atuantes no Distrito Federal que contam sobre sua trajetória na música - como começaram, como se formaram, os caminhos profissionais e os desafios de ser mulher instrumentista em uma sociedade marcada pela falta de oportunidades igualitárias entre mulheres e homens. Nesse bloco, Monique dos Anjos (violino), Juliana Santos (fagote), Millena Brito (harpa), Liliane Santos (trombone), Jamily Cordeiro (violoncelo), Thainá Nóbrega (trompete), Maria Silva (flauta), Gislene Barros (trompa), Amanda Sucupira (contrabaixo), e Elaine Rodrigues (clarinete) apresentam seus instrumentos, explicando como são construídos, que sons produzem, e quais as técnicas de execução.

 

No bloco “LIVE RECITAL”, cada uma das 10 mulheres instrumentistas apresenta performances de peças solos em seus instrumentos. O público poderá assistir performances de músicas de diferentes épocas e estilos: indo da música clássica à música popular, desde uma música celta tocada na Harpa, passando por minuetos de Bach até um samba de Noel Rosa tocado no trombone.

 

No bloco “ÓPERA NA CIDADE”, o público terá informações sobre a história, a evolução e a produção da Ópera no Brasil e no mundo. Os temas abordados são: a Ópera na atualidade; o surgimento da Ópera; a Ópera italiana, francesa e em língua alemã; o canto de ópera e os diferentes tipos de voz; além de apresentar um panorama da história da Ópera no Brasil e destacar os principais teatros e festivais de Ópera do país.

 

O projeto visa ressaltar a estreita ligação da música clássica, da música de orquestra e da Ópera com a história de Brasília. Oscar Niemeyer projetou o Teatro Nacional de Brasília, hoje Teatro Nacional Cláudio Santoro, com o ideal de que a Sala Villa-Lobos pudesse abrigar grandes espetáculos de música de orquestra, ópera e balé. Além disso, Brasília foi palco de ilustres compositores de música sinfônica e ópera, como os Maestros Cláudio Santoro e Silvio Barbato, ambos ex-diretores do Teatro Nacional. Claudio Santoro, por exemplo, além de fundador da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional, foi também fundador do Departamento de Música da Universidade de Brasília, responsável pela formação de centenas de músicos e arte-educadores.

 

Visando a inclusão sociocultural, bem como, o aprimoramento técnico das áreas de produção cultural, produção criativa e educação estética dentro do gênero da música de orquestra e ópera, “Ópera na Cidade” tem como objetivos promover a educação musical, formar público consumidor de produções de música sinfônica e ópera do DF, introduzir o universo da música sinfônica e operística ao público proveniente de todas as regiões administrativas do DF por meio da divulgação dos conteúdos deste projeto, sem custo ao público, em plataformas como YouTube e Instagram e divulgar as principais produções e festivais de música e ópera do DF e dos demais estados brasileiros, fortalecendo a noção de herança cultural e recuperar os espaços para a fruição da música clássica, tornando-a mais atual e gerando aproximação com o público.

 

“Os nossos vizinhos Chile, Uruguai, Argentina e Colômbia estão investindo no estabelecimento de casas de óperas e de seus corpos artísticos. A atualidade nos impõe a missão de estruturar e fortalecer o mercado de ópera brasileiro. A ópera, com toda sua magia e encantamento, quando ofertada ao público, é capaz de atrair, acessar e emocionar pessoas das mais variadas idades e contextos sociais. Além disso, é necessário desconstruirmos o mito de que o gênero não faz parte da cultura brasileira”, explica o Maestro Matheus Avlis, apresentador da websérie.

 

QUER SABER MAIS?

Acesse a página do “Ópera na cidade” no Instagram e assista aos episódios no YouTube

 

O projeto conta com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.

 

FICHA TÉCNICA

Direção Artística, Roteiro e Apresentação: Maestro Matheus Avlis de Sousa

Apresentação: Ana Cançado (viola)

Instrumentistas: Monique dos Anjos (violino), Juliana Santos (fagote), Millena Brito (harpa), Liliane Santos (trombone), Jamily Cordeiro (violoncelo), Thainá Nóbrega (trompete), Maria Silva (flauta), Gislene Barros (trompa), Amanda Sucupira (contrabaixo), e Elaine Rodrigues (clarinete)

Produção: Joaquim Lima

Filmagem, Edição e Finalização: Xavier Braun

Gravação e Mixagem: Pedro Menezes (Estalo Studio)

Concepção Visual: Gabriel Guirá

Design Gráfico: Manuella Leite

Consultoria: Yuri Fidelis e Lupe Leal

Intérprete de Libras: Tatiana Elizabeth

Assessoria de Imprensa: Josuel Junior


Confira um dos episódios: https://www.youtube.com/watch?v=VQFtRS-Yttc 


Comments


bottom of page