top of page

Subjazz chega a 8ª edição e convida Passo Largo e o saxofonista Esdras Nogueira

A oitava edição da festa Subjazz vai acontecer novamente no Zepelim (713 Norte) no dia 19 de Abril, a partir das 21horas.  E para tornar essa edição ainda mais especial, o Coletivo Superjazz tem o prazer de convidar mais numa vez uma das bandas mais emblemáticas e carismáticas da cena instrumental do DF, a genial Passo Largo. O trio formado por Thiago Cunha, Vavá Afiouni e Marcos Moraes não cabe muito bem em rótulos, já que trafegam livremente pela musica instrumental, indo em direções diversas como o Rock, o Funk, o Jazz, o Rap e claro, a música Afro Brasileira. Marcado pelo virtuosismo, o trio já lançou 3 álbuns solos, além de vários singles autorais e de covers.

E junto com a banda, também vamos ter participação especial do saxofonista Esdras NogueirasCom quatro álbuns solo lançados, Esdras é saxofonista, cozinheiro e um dos sócios fundadores do Festival Música Transforma. Referência na cena instrumental brasileira, tocou por quase 20 anos com a banda Móveis Coloniais de Acaju

A discotecagem acontece na parte superior externa do Zepelim e está a cargo dos Djs Dudão e Sartôque prometem uma mistura caprichada de grooves, afim de dialogar musicalmente com o power trio e suas múltiplas influências. E claro, sempre acompanhados de promoções de drinks e burguers.


Sobre os produtoresDjs e músicos convidados:

Passo Largo(@passolargorock)

O Passo Largo é uma banda de mais de12 anos, no entanto cada membro do trio tem mais de 30 anos dedicados à música e à arte. O rock na veia circula desde os tempos que deram à Brasília o título de Capital do Rock. Os caminhos se diversificaram agregando o choro, o samba, o forró, a música brasileira instrumental, o jazz, o conhecimento específico do instrumento, enfim, os caminhos por que passam uma boa banda que gosta de . A música instrumental que da vontade de cantar junto. Marcus Moraes é bacharel em violão erudito. Vavá Afiouni tem sua digital impressa na pegada do baixo. Thiago Cunha é também chamado Totem.

 

Esdras Nogueira (@esdrasnogueira)

Com quatro álbuns solo lançados, Esdras Nogueira é saxofonista, cozinheiro e um dos sócios fundadores do Festival Música Transforma. Referência na cena instrumental indie brasileira, tocou por quase 20 anos com a banda Móveis Coloniais de Acaju. Atualmente, participa dos grupos Remobília e Sr. Gonzales Serenata Orquestra, além de colaborar com grandes nomes da música instrumental brasileira. Na carreira-solo, o primeiro trabalho, Capivara (2014), foi um tributo a Hermeto Pascoal. Depois vieram Nabarriguda (2016), Esdras Nogueira Quinteto Ao Vivo (2017), e Transe: Esdras Nogueira e Grupo tocam Transa (2019), em homenagem ao clássico de Caetano Veloso.

Dj Dudão Melo (@dudaomelosuperjazz) Dudão Melo é radialista e produtor musical. Há 25 anos coleciona discos e tem uma pesquisa que tem o jazz como ponto de partida e se estende à música Brasileira, eletrônica e Afroglobal.Já Foi diretor de gravadoras como Sambaloco/Trama/Batida Sossegada e produtoras como Visualfarm/Bamba music. Atuou como gerente artístico de casas de Sp como Bar Brahma, Afrospot e Sarajevo. Já discotecou em Nova Orleans, Nova York, Luanda/África, Cidade do México, Buenos Aire e cidades pelo Brasil. É um dos produtores do programa Jazzmasters, na Alpha Fm de Sp/Bsb e outras 33 rádios. 


Dj SartÔ (@mario.sarto) Radialista profissional há mais de 25 anos, atua também nas áreas de curadoria musical e produção de eventos. Como músico, atuou como saxofonista em grupos diversos, chegando a gravar três discos com o grupo Araketu, além de grupos de música instrumental em Salvador (BA). Como DJ, SartÔ participa de projetos, festas e eventos, entre eles como DJ residente do Coletivo Superjazz.


A festa SubJazz tem como inspiração o mundo dos pequenos clubes noturnos de Nova Iorque, Chicago e Londres. Ali o Jazz, a Funk, Disco, House music e o Acid Jazz nasceram e ganharam o mundo. Eram nesses ambientes pequenos e esfumaçados que as pessoas buscavam espaço para expressarem livremente sua dança e seus afetos. O Subjazz quer resgatar a energia e a musicalidade desses clubes. A música foi e continua sendo o berço da contracultura, seja ela acústica ou digital.


SERVIÇO: FESTA SUBJAZZ

19/04 | 21h | Zepelim | SHCGN 713 Bloco C (Asa Norte)



LINE UP:

21h: Dj Dudão Melo e Dj SartÔ

22h: Passo Largo convida Esdras Nogueira

Dudão Melo – dudaomelo@gmail.com | Whatsapp: 61 99907.4326 



Comments


bottom of page