top of page

Talentos de Futuro, do Instituto Algar, capacita organizações de Fortaleza, Recife e Salvador voltadas a jovens em situação de vulnerabilidade social


É cada vez maior o número de jovens que não estudam, não trabalham e não estão preparados para a vida adulta. De acordo com a Síntese de Indicadores Sociais, pesquisa lançada pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), o número de jovens nessas condições foi de 10,9 milhões, em 2022, o que corresponde a 22,3% das pessoas entre 15 e 29 anos de idade. Apenas no Nordeste, 75,5% desses jovens estavam na pobreza e 22,5% na extrema pobreza.

Pensando em contribuir com o desenvolvimento de jovens dessa região, foram abertas as inscrições para a seleção de organizações sociais do programa social de educação `Talentos de Futuro 2024´, iniciativa do Instituto Algar e apoio do Instituto Phi. O objetivo é contribuir com o desenvolvimento de habilidades e competências comportamentais e técnicas de jovens entre 15 e 17 anos, em situação de vulnerabilidade social, a fim de colaborar com a formação, o ingresso e a permanência no mercado de trabalho formal.

Serão selecionadas 10 organizações da sociedade civil (OSCs) de Fortaleza, Salvador e Recife – cidades em que há atuação das empresas do grupo Algar. As instituições devem atuar ou desejar atuar com a formação e capacitação de jovens provenientes de escolas públicas, com renda familiar de até 1,5 salários-mínimos per capita e que nunca tiveram um trabalho formal. Elas serão acompanhadas pela equipe do Instituto Algar para a execução do programa.

“O programa forma e acompanha os educadores sociais das organizações selecionadas para que elas possam replicar os conteúdos e a metodologia com os jovens atendidos por elas. As instituições precisam oferecer infraestrutura adequada, incluindo uma sala preparada para as dinâmicas e outra equipada com computadores, para as atividades previstas. O objetivo é que as instituições possam prepará-los, não apenas para quando surgir uma oportunidade no mercado de trabalho, mas também para a vida”, explica Carolina Toffoli Rodrigues, gerente do Instituto Algar.

A formação inicial para os integrantes das ONGs deverá ocorrer nos meses de fevereiro e março, ao longo de 16 horas de encontros que incluem atividades práticas e reflexivas, além de estudos autônomos, contemplando competências comportamentais e técnicas.

“Temos a maior geração de jovens da história do Brasil. Mas a população jovem está mais exposta a uma série de vulnerabilidades sociais, como a violência e o desemprego maior que o dobro da média nacional. Para termos potencial de prosperidade para todos, precisamos apoiar agora o pleno desenvolvimento de jovens em seus territórios. Essa é uma janela de oportunidades importante, e também urgente”, ressalta a diretora do Instituto Phi, Luiza Serpa.

 

Sobre o Instituto Phi

O Instituto Phi é uma organização não governamental que assessora indivíduos e empresas a fazerem o planejamento de sua filantropia de maneira estratégica e, ao mesmo tempo, fortalece a gestão de projetos sociais e culturais, criando soluções inovadoras e customizadas para potencializar o Terceiro Setor. Em quase 10 anos, o Phi já apoiou mais de 1.668 projetos sociais em todo o país, movimentou cerca de R$ 193 milhões para o setor e impactou a vida de mais de 2,5 milhões de pessoas.

 

Sobre o Instituto Algar:

O Instituto Algar tem o papel de concentrar e fortalecer as ações sociais que contribuem para transformar vidas e gerar impacto nos locais em que o grupo Algar atua. Por meio de programas que reforçam a educação, o esporte, a cultura e o voluntariado, há mais de 20 anos a instituição trabalha para cuidar do próximo e contribuir para uma sociedade melhor. 

São milhares de vidas impactadas diariamente pelas ações do Instituto que englobam formações para preparação de jovens para o mercado de trabalho, oferecimento de atividades no contraturno escolar para crianças em organizações sociais parceiras, capacitação de educadores e o incentivo e criação de oportunidades para associados do Grupo participarem de ações sociais por meio do trabalho voluntário. Para mais informações, acesse www.institutoalgar.org.br.

 


Comentários


bottom of page