top of page

Tecnologia Redefine a Automação Industrial


Um recente levantamento do Centro de Inteligência da Overhaul revelou um aumento de 4,8% nos roubos de cargas no Brasil em 2023, totalizando 17.108 ocorrências. Esse crescimento significativo levanta sérias preocupações e destaca a necessidade imediata das empresas adotarem tecnologias avançadas para proteger seu transporte de cargas.


As regiões mais afetadas foram os grandes centros urbanos e importantes corredores logísticos, como São Paulo, Rio de Janeiro e regiões próximas a fronteiras. A incidência desses crimes ao longo das rodovias e em áreas de alto tráfego levanta questões sobre a eficácia das estratégias de segurança atuais.


Para lidar com essa realidade preocupante, as empresas estão sendo instadas a buscar soluções inovadoras. Tecnologias como rastreamento por GPS em tempo real, sensores inteligentes, monitoramento via satélite e sistemas de inteligência artificial são vistas como essenciais para identificar padrões de atividade criminosa e fortalecer a segurança das operações de transporte e logística.


Além disso, parcerias entre o setor privado e as autoridades de segurança pública são fundamentais para combater efetivamente o crime organizado que visa o roubo de cargas. A implementação de medidas preventivas, como escoltas especializadas e compartilhamento de informações entre empresas e órgãos de segurança, também se torna vital diante desse cenário desafiador.

Como a tecnologia pode combater o roubo de cargas?


A segurança da cadeia de suprimentos tornou-se uma preocupação crítica devido à complexidade crescente das cadeias globais, que expõem as empresas a riscos como roubo, desastres naturais e questões geopolíticas.


Sem dúvida, o investimento em tecnologia é essencial para fortalecer a segurança das cadeias de suprimentos e reduzir os impactos negativos dos roubos de cargas.


O investimento em tecnologia pode transformar a eficiência das empresas de transporte, com sistemas como TMS, rastreamento por GPS e análise de big data. Essas ferramentas permitem planejamento otimizado de rotas, visibilidade em tempo real das mercadorias e ajustes proativos nas operações, reduzindo custos e melhorando os serviços.


O rastreamento por GPS pode ajudar a proteger o transporte de cargas ao fornecer informações precisas sobre a localização exata das mercadorias. Isso dissuade potenciais criminosos e permite que as empresas e as autoridades ajam rapidamente em caso de incidente. Dessa forma, aumenta as chances de recuperação das cargas e a captura dos responsáveis pelo roubo.


A análise de dados auxilia na identificação de padrões de risco no transporte de cargas. Ao coletar e analisar informações sobre incidentes passados, rotas frequentemente utilizadas e áreas de maior incidência de roubos, as empresas podem identificar áreas de vulnerabilidade e implementar medidas preventivas mais eficazes para reduzir os riscos de roubo de cargas.


A inteligência artificial (IA) pode ser aplicada de diversas formas para combater o roubo de cargas. Por meio da IA, é possível desenvolver algoritmos avançados capazes de analisar grandes volumes de dados em tempo real, identificando padrões suspeitos de comportamento e atividades criminosas.


Além disso, a IA pode ser utilizada em sistemas de reconhecimento facial e de veículos, ajudando na identificação e rastreamento de indivíduos envolvidos em atividades ilícitas relacionadas ao roubo de cargas.


Interrupções podem causar danos financeiros e à reputação, especialmente em setores sensíveis como farmacêutico e de alimentos.


Identificar padrões de risco no transporte de cargas permite a implementação de medidas preventivas, como escoltas de segurança e ajustes nas rotas. Certamente, compreender os padrões de risco ajuda a otimizar o planejamento de rotas, evitando áreas problemáticas e fortalecendo a segurança das operações logísticas.


Posts Relacionados

Ver tudo

O “Espaço Inovação & Negócios no Campo”

Consagrada como um dos principais eventos do agronegócio nacional, a AgroBrasília inicia sua 15ª edição na terça-feira, 21 de maio. A feira ocupa o posto de maior evento do setor no Planalto Central e

Comments


bottom of page