top of page

Conheça as vencedoras do Prêmio Inspiradoras 2023


O Universa, plataforma de conteúdo feminino do UOL, e o Instituto Avon, organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua na defesa de direitos fundamentais das mulheres, promoveram o Prêmio Inspiradoras 2023 na noite do dia 19 de setembro, na Casa Natura, em São Paulo, para homenagear as iniciativas das 21 finalistas e anunciar as campeãs de cada uma das categorias.

Com presença de Dira Paes, Negra Li, Daiane dos Santos, Lili D' Gramont, Manuela Xavier e mais personalidades, a premiação recebeu 150 convidados e concedeu uma menção honrosa para Alessandra Korap, líder indígena Munduruku conhecida por sua atuação na defesa dos direitos dos povos indígenas e na proteção da Amazônia. A ativista lidera protestos e campanhas contra o desmatamento, a mineração ilegal, projetos de desenvolvimento prejudiciais às terras indígenas e, devido ao seu trabalho, já recebeu o Prêmio Robert F. Kennedy de Direitos Humanos, nos Estados Unidos, em 2020.


Conheça as vencedoras de cada categoria:

A campeã da categoria Justiça para Mulheres foi Lúcia Xavier, coordenadora da ONG Criola, no Rio de Janeiro (RJ), que organiza a agenda antirracista para melhorar o acesso da população negra à Justiça. Em abril de 2022, participou do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, em que discursou sobre violência racial e vulnerabilidade de mulheres negras no Brasil.

Em Conscientização e Acolhimento, a vencedora foi Irmã Marie Henriqueta. Freira ativista que atua em uma rota de tráfico de mulheres e crianças desde 2009, ela já atendeu mais de 2.500 casos de exploração e violência sexual na região norte do país. Atualmente, coordena o eixo de violência sexual da Comissão Justiça e Paz da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil no Amapá e no Pará.

Já em Empoderamento Econômico, Negra Jhô levou o título. Cabelereira baiana, ela já ajudou inúmeras mulheres a conquistarem independência financeira em seus mais de 40 anos de trabalho social, sobretudo na estética afro. Atualmente, ela capacita detentas e mulheres vítimas de violência.

Na categoria Equidade de Gênero e Liderança, a atleta Aline Silva conquistou o Prêmio Inspiradoras. Além de ser lutadora de Wrestling, Aline também é fundadora da ONG Mempodora, que ajuda meninas de comunidades vulneráveis em Cubatão (SP) e em São Luiz (MA) com aulas de luta e cursos de inglês.

Já na de Atenção ao Câncer de Mama, a campeã foi Maria Paula Bandeira. Advogada pernambucana que convive com o câncer de mama metastático, ela compartilha sua experiência e dá orientações jurídicas sobre o direito das pacientes no Lenço do Dia, perfil no Instagram com mais de 30 mil seguidores.

Em Mulheres na Ciência, a vencedora foi Jaqueline Goes de Jesus. Biomédica baiana, concluiu o sequenciamento genético completo do novo coronavírus no Brasil em apenas 48 horas (a média nos outros países era de 15 dias). Além disso, faz parte do #TeamHalo, iniciativa internacional de divulgação da ciência.

Por fim, a campeã da categoria Consultoras de Beleza foi Claudiana Ferreira. A profissional criou o projeto Previne Mulher, em São José da Tapera (AL), que trata da saúde e segurança feminina em ciclos de palestras em escolas e postos de saúde da região. Ainda, é a fundadora da rede online Tapera por Elas, em que mulheres podem buscar ajuda de forma segura.

Conheça todos os detalhes da noite de cerimônia do Prêmio Inspiradoras no Universa.

Yorumlar


bottom of page