top of page

Rock in Rio 2024: Com line-up completo, Global Village proporciona uma verdadeira jornada musical pelos continentes do mundo



A menos de uma semana para o início da venda geral de ingressos, o Rock in Rio anuncia o line-up completo e as atrações de rua que vão estar no Global Village. Neste espaço inédito da Cidade do Rock, a música mundial, a diversidade e a multiplicidade cultural se reúnem em um só lugar ressaltando o compromisso contínuo do festival com a paz e por um mundo melhor. Enquanto as ruas do Global Village recebem bailarinos, pernaltas, músicos e atrações que trazem tradições de alguns países, o palco do local trará nomes como Karan Aujla, Hermeto Pascoal, Anees, Noa Kirel, Angélique Kidjo e outros destaques do carimbó, jazz, fado, rap, samba, folk, bossa nova, soul, afrobeat, ciranda, entre outros ritmos que destacam toda a diversidade musical do Brasil e do mundo.

 

"O Rock in Rio é um lugar perfeito para as pessoas ampliarem seus conhecimentos sobre si mesmas. O festival é uma ponte para conectar pessoas e se descobrir. É isso que é tão encantador na hora de montar o line-up. O público vai ver grandes artistas nacionais e, ao mesmo tempo, vai se encantar com outro artista que não conhecia antes. Essa narrativa de conexão que o Rock in Rio assume tem uma mensagem subliminar muito forte que provoca as pessoas a buscarem sonoridades que não estão acostumadas a escutar. A música é uma ponte para um mundo cheio de oportunidades e é esse encanto que vamos trazer para o Global Village. Preparamos um line-up especial para este espaço que fala de músicas do mundo fora de estereótipos, além de trazer o Brasil como um grande exportador da world music. Conseguimos fazer um recorte de curadoria que mostra um Brasil plural e diverso e com algumas provocações. O Global Village mal chegou na Cidade do Rock e já é possível observar toda a potência que possui", comenta Zé Ricardo, vice-presidente artístico da Rock World, empresa que criou, organiza e produz o Rock in Rio e o The Town.

 

Ao longo de todos os dias de festival, o público que passar pelo Global Village vai se deparar com um espaço recheado de atrações, com uma experiência de entretenimento que celebra a união entre todos os povos. Nas ruas, durante o dia, acontecem apresentações de bailarinos e pernaltas que vão representar danças típicas de vários lugares do mundo, com figurinos exuberantes que remetem às tradições locais. Entre os artistas de rua, também estarão um músico com acordeom francês, um mímico que vai entreter o público com diversas brincadeiras, além de shows que representam a savana africana, com um grande elefante cenográfico e seis percussionistas com instrumentos do mundo todo.

 

No palco do Global Village acontecerão apresentações de artistas dos mais variados ritmos. No dia 13 de setembro, a música urbana tomará conta do palco. O headliner da noite é Karan Aujla, cantor indiano com quase 11 milhões de ouvintes mensais no Spotify. Seu álbum de estreia, BacTHAfuKUP (B.T.F.U.), exibiu seu talento vocal em uníssono com a produção folk Punjabi semelhante ao trance, alcançando o 6º lugar no Global Chart do Spotify. Antes, é a vez de subir ao palco Katu Mirim: atriz e uma das principais rappers indígenas no Brasil, originária do povo Bororo. A abertura do espaço fica com Victor Xamã, que possui uma trajetória de 10 anos dentro da cultura hip-hop manauara.

 

Já no dia 14, a proposta foi destacar a música instrumental, que tem uma influência significativa em todo o mundo, retomando seu protagonismo. O multi-instrumentista alagoano, de 87 anos, conhecido internacionalmente pela sua versatilidade na música, Hermeto Pascoal é a principal atração do Global Village. Mestrinho, sergipano da cidade de Itabaiana e que respira música nordestina, se apresenta no espaço. O primeiro show do dia será de Amaro Freitas, pianista, tecladista, arranjador e compositor de jazz brasileiro.

 

Encerrando o primeiro fim de semana, no dia 15 o cantor palestino Anees será o responsável por fechar a noite no espaço. O músico de 31 anos, que mora em Washington, Estados Unidos, e é descendente de palestinos e libaneses, viveu uma ascensão meteórica nos últimos anos. Singles como Sun and Moon e Leave Me chegaram às paradas musicais e conquistaram milhões de downloads no Youtube, Spotify e outras plataformas. Logo antes, o Terra Celta convida a Orquestra Mundana Refugi para um show inédito. Na estrada desde 2005, o Terra Celta é uma banda paranaense de folk rock que mistura música celta a ritmos brasileiros, sempre com muito humor e criatividade. Já a orquestra tem Carlinhos Antunes como diretor e é formada por músicos brasileiros, imigrantes e refugiados de países como: Palestina, Irã, Guiné, Congo, Turquia, Cuba, China, Síria, Venezuela e França. A abertura será feita por Larissa Luz, cantora e compositora brasileira, que foi vocalista da banda Araketu entre 2007 e 2012. Larissa se identifica como parte dos movimentos afrofuturismo e afro-punk.

 

No segundo fim de semana, Noa Kirel, cantora, rapper, dançarina, atriz e apresentadora de televisão israelense originária da cidade de Ra'anana, é a headliner do Global Village no dia 19. A banda Bixiga 70, um dos principais grupos instrumentais do Brasil, mesclando referências nacionais, africanas e latinas, também se apresenta no local. Sambaiana, grupo baiano formado apenas por mulheres, musicistas, amigas e apaixonadas pelo estilo musical mais brasileiro de todos, o samba, faz a primeira apresentação do dia.

 

Já no dia 20, o “Dia Delas” e fazendo jus a toda a grandiosidade deste espaço, é a vez do show da já anunciada Angélique Kidjo, duas vezes vencedora do Grammy Awards na categoria Best Global Music Album, e que também recebe o título de embaixadora do Global Village. Logo antes, Carminho, artista portuguesa de fado, considerada um dos grandes nomes do estilo musical, se apresenta no espaço. Antes é a vez de Juliana Linhares, cantora, compositora e atriz potiguar que exalta as raízes nordestinas em seu repertório.

 

No Dia Brasil, 21 de setembro, a Gang do Eletro e Suraras do Tapajós se juntam aos artistas já anunciados no “Para Sempre: Futuro Ancestral”. Esta apresentação inédita simboliza uma fusão poderosa entre as sonoridades modernas do eletromelody, da periferia de Belém (PA), com as tradições rítmicas dos tambores de Alter do Chão (Santarém-PA), sendo o primeiro grupo de carimbó composto exclusivamente por mulheres indígenas. Neste dia, o local também conta com os shows do “Para Sempre: Bossa Nova” com Bossacucanova com participação de Cris Delanno, Leila Pinheiro, Roberto Menescal e Wanda Sá; o “Para Sempre: Soul” com Banda Black Rio, Claudio Zoli e Hyldon; e o “Para Sempre: Jazz” com Leo Gandelman, Jonathan Ferr, Antônio Adolfo e Joabe Reis.

 

No último dia de Rock in Rio, Angélique Kidjo, embaixadora do Global Village, encerra mais uma noite no espaço. Além da cantora, Almério e Martins, brasileiros, de Pernambuco com muita brasilidade no som, e Lia de Itamaracá, dançarina, compositora e cantora de ciranda brasileira, também considerada a mais célebre cirandeira do Brasil, se apresentam no local.

 

Global Village também traz espaços que integram cenografia, gastronomia e música para uma experiência cultural imersiva na Cidade do Rock

 

A nova área, que deve ocupar 7.500 m2 da Cidade do Rock, também vai proporcionar uma experiência imersiva totalmente inédita no festival, contando com uma robusta cenografia inspirada em ícones arquitetônicos de todo o mundo — onde as pessoas poderão andar por uma longa via, entrar em lojas e experimentar as riquezas gastronômicas de diversos países.

 

Um dos destaques será o espaço dedicado ao Brasil, representando a América do Sul, com elementos que retratam a essência única dos brasileiros. O local proporcionará aos visitantes uma autêntica experiência de boteco, imersa em sabores, sons e ritmos vibrantes, realçando a clássica roda de samba e pratos tradicionais desses bares. Garantindo o melhor da música, o festival, em parceria com Diogo Nogueira, leva um projeto inédito do Clube do Samba para a Cidade do Rock. Por meio desta iniciativa, este importante movimento histórico, que marcou a cultura do país e do Rio de Janeiro, será o responsável por comandar a programação musical desta área. Uma roda de samba composta apenas por mulheres vai, ao longo das apresentações diárias, receber convidados especiais, entre eles, o próprio Diogo Nogueira. O cantor e compositor também atuará na gastronomia e, ao lado da Chef Raysa Marques, assina um cardápio especial que traz a famosa comida de boteco para o local.

 

O público será imediatamente envolvido por uma explosão de cores vibrantes e aromas tentadores em um dos espaços da nova Global Village. As paredes serão decoradas com tons vivos, que transmitem um ar de alegria e jovialidade. Além disso, poderão apreciar performances ao vivo de um pianista durante os sete dias de festival, proporcionando uma experiência única, como se estivessem passando um tempo neste país tão charmoso.


Já em outra área, o festival vai trazer para a Cidade do Rock toda a atmosfera vibrante dos bares ingleses. Um charmoso e acolhedor pub será montado, oferecendo um ambiente formado com mesas e bancos de madeira rústica, iluminação suave e uma decoração que mistura elementos tradicionais com toques modernos, incluindo a clássica cabine telefônica londrina. Por lá, um talentoso trio de jazz estará presente diariamente, encantando os presentes com uma música cativante e envolvente.

 

O Rock in Rio vai acontecer nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, com 700 mil pessoas na Cidade do Rock. Será a celebração de 40 anos do festival que colocou o Brasil na rota da cena musical do mundo, e que, em 2022, recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial pela Cidade e Estado do Rio de Janeiro. Já são 22 edições realizadas, mais de 3.800 artistas escalados, mais de 11.2 milhões na plateia e mais de 130 dias de magia desde 1985. E, para 2024, os fãs podem aguardar uma festa especial, com novas experiências e vivências dentro da Cidade do Rock. Aqueles que não adquiriram o Rock in Rio Card, poderão garantir um lugar nesta edição que será histórica na venda geral de ingressos, que acontecerá no dia 23 de maio, às 19h, exclusivamente no site da Ticketmaster. Quem quiser estar na Cidade do Rock em 2024 precisa se planejar, já que neste ano o Rock in Rio Card esgotou em 2h04.

 

O público que adquiriu o Rock in Rio Card também já pode selecionar a data que deseja ir ao Rock in Rio. A escolha do dia é feita exclusivamente online por meio do site, na seção Meus Pedidos, até o dia 21 de maio de 2024. Durante o período de troca, o titular do Rock in Rio Card poderá escolher entre qualquer um dos dias do festival.

 

Na programação do primeiro fim de semana, Travis Scott é o headliner do Palco Mundo no dia 13 de setembro, mesmo dia em que recebe o show de 21 Savage, Ludmilla e Matuê com participação de TETO e WIU, além de contar Deadmau5 como headliner do New Dance Order. Neste mesmo dia, o Palco Sunset tem shows de MC Cabelinho e Coral das Favelas, Orochi com Chefin e convidado, além de Veigh & Kayblack, e Funk Orquestra convida MC Daniel, Rebecca e MC Soffia. No Global Village, Karan Aujla, Katu Mirim e Victor Xamã.

 

Já no dia 14 de setembro é a vez do Imagine Dragons comandar o festival, com o Palco Mundo recebendo também OneRepublic, Zara Larsson e Lulu Santos, enquanto no Sunset NX Zero será o headliner, no New Dance Order DJ Snake encerra a noite e no Espaço Favela Dennis DJ faz a última performance do dia. No Global Village, Hermeto Pascoal, Mestrinho e Amaro Freitas.

 

No dia 15 de setembro, se apresentam Avenged Sevenfold, Evanescence, Journey e Os Paralamas do Sucesso no Palco Mundo. No Sunset, Deep Purple, Incubus, Planet Hemp convida Pitty e Barão Vermelho. No Global Village, Anees, Terra Celta e Larissa Luz.

 

No fim de semana seguinte, Ed Sheeran é o headliner do dia 19 e no Palco Mundo também se apresentam Charlie Puth, Joss Stone e Jão. Nesse mesmo dia, Gloria Groove sobe ao palco Sunset e Xande de Pilares é o embaixador e principal atração do Espaço Favela. No Global Village, Noa Kirel, Bixiga 70 e Sambaiana.

 

No dia 20, o “Dia Delas”, é a vez de Katy Perry brilhar como headliner, com Karol G, Cyndi Lauper e Ivete Sangalo se apresentando também no Palco Mundo, enquanto IZA, Gloria Gaynor, Tyla e Luedji Luna convida Xênia França e Tassia Reis no Palco Sunset, e Pocah faz show no Espaço Favela. No NDO, Alison Wonderland é a primeira headliner confirmada para este dia, enquanto no palco do Global Village, Angélique Kidjo, Carminho e Juliana Linhares.

 

No chamado Dia Brasil, 21 de setembro, no Palco Mundo, acontecem os shows de Capital Inicial, Detonautas, NX Zero, Pitty, Rogério Flausino, Toni Garrido, Ana Castela, Chitãozinho & Xororó, Junior Lima, Luan Santana, Simone Mendes, Orquestra Heliópolis, BaianaSystem, Carlinhos Brown, Daniela Mercury, Majur, Ney Matogrosso, Margareth Menezes, MC Cabelinho, Kayblack, Matuê, Orochi, Filipe Ret, MC Ryan SP e Veigh. O Palco Sunset contará com apresentações de Duda Beat, Gloria Groove, Jão, Ludmilla, Lulu Santos, Luísa Sonza, Alcione, Diogo Nogueira, Jorge Aragão, Maria Rita, Xande De Pilares, Zeca Pagodinho, Criolo, Djonga, Karol Conká, Marcelo D2 e Rael. Enquanto isso, o Global Village recebe Bossacucanova com participação de Cris Delanno, Leila Pinheiro, Roberto Menescal, Wanda Sá, Banda Black Rio, Claudio Zoli, Hyldon, Leo Gandelman, Jonathan Ferr, Antônio Adolfo, Joabe Reis,Gang do Eletro e Suraras do Tapajós. No Espaço Favela acontecem shows de MC Don Juan, MC Hariel, MC IG, MC Livinho, MC Dricka, MC Ph, Nathan Amaral, Orquestra Jovem Da Sinfônica Brasileira, Buchecha, Funk Orquestra, MC Carol, Tati Quebra Barraco, Cidinho e Doca e Kevin o Chris. Por fim, o New Dance Order recebe os DJs Mochakk, Beltran X Classmatic, Eli Iwasa X Ratier e Maz X Antdot.

 

Fechando o Rock in Rio, no dia 22 de setembro, Shawn Mendes é o headliner e Akon e NE-YO também subirão ao Palco Mundo, enquanto o Sunset receberá a apresentação inesquecível de Mariah Carey e o Espaço Favela encerra a noite com o cantor Belo. A nova área Global Village recebe Angélique Kidjo, Almerio e Martins e Lia de Itamaracá.

 

Saiba mais sobre os ingressos para o Rock in Rio 2024 


Para a edição do Rock in Rio Brasil 2024, o valor do ingresso será R$ 795 (inteira) e R$ 397,50 (meia-entrada) e não há cobrança de taxa de serviço. O pagamento pode ser feito por PIX ou cartão de crédito e o valor parcelado em até seis vezes. Clientes que efetuarem o pagamento com os cartões de crédito Itaú, Credicard e Iti têm 15% de desconto na compra de ingressos, por R$675,75 (não cumulativos com a meia-entrada) e poderão parcelar sua compra em até oito vezes sem juros.

 

O limite de compra do público em geral é de até 4 (quatro) ingressos por CPF, sendo uma meia-entrada, com exceção para meia-entrada para pessoas portadoras de necessidade especial, que têm direito a comprar outra meia-entrada também para seu acompanhante. Os clientes que adquirirem ingressos nesta modalidade terão que informar no próprio site todas as informações referentes ao documento que comprove tal condição, para posterior validação, assim como será necessário apresentá-lo no acesso à Cidade do Rock, no dia do evento.

 

O ingresso de meia-entrada é garantido por lei para estudantes, menores de 21 anos, maiores de 60 anos, deficientes e seu acompanhante, profissionais e professores da rede de ensino do Rio de Janeiro e jovens de baixa renda.

 

Sobre o Rock in Rio

1984 marca o início das preparações para a primeira edição do evento idealizado por Roberto Medina e que hoje, 40 anos depois, é considerado o maior festival de música e entretenimento do mundo – o Rock in Rio. A história do evento se entrelaça com a do entretenimento no Brasil, sendo responsável por colocar o país na rota dos eventos internacionais, já que pela primeira vez, um país da América do Sul sediou um evento musical dessa magnitude. Em uma área de 250 mil m2, em Jacarepaguá, durante dez dias, 1 milhão e 380 mil pessoas foram iluminadas pela primeira vez e começaram a fazer parte do grande espetáculo. No palco — o maior do mundo na época, com 80m de boca de cena — 15 atrações nacionais e 16 internacionais. Originalmente organizado no Rio de Janeiro, o festival ganhou o mundo chegando a Lisboa (Portugal), onde é realizado até hoje, passando por Madrid (Espanha) e Las Vegas (USA).

 

Desde a primeira edição, já gerou 265 mil empregos diretos e indiretos e, apenas na última, em 2022, um impacto econômico de mais de 2 bilhões na cidade do Rio de Janeiro. Também no ano passado, o Rock in Rio foi considerado patrimônio cultural imaterial do estado do Rio de Janeiro. Pelas Cidades do Rock, desde 1985, já passaram mais de 11.2 milhões de visitantes, que assistiram a 3.816 artistas em 130 dias de magia. Dentre os números gigantes do festival, mais de 64 milhões de pessoas alcançadas nas redes sociais apenas em 2022 e mais de 12 milhões de fãs online.

 

Gerando impactos positivos nos países onde é realizado e consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. O festival investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros. Apenas na Amazônia, 73 milhões de árvores foram plantadas. A marca foi pioneira em ter a certificação ISO 20121 — Eventos Sustentáveis e, em 2022, começou a trabalhar ambiciosas metas para 2030, alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

 

O ano de 2024 será de muitas comemorações para o Rock in Rio. O ano em que tudo começou, 40 anos depois, dá início às celebrações. E a festa brasileira já está marcada: 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, no Parque Olímpico, Rio de Janeiro; e a lisboeta também: 15, 16, 22 e 23 de junho de 2024, no Parque Tejo. Das 22 edições anteriores, nove ocorreram no Brasil (1985, 1991, 2001, 2011, 2013, 2015, 2017, 2019 e 2022), nove em Portugal (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014, 2016, 2018 e 2022), três na Espanha (2008, 2010 e 2012) e uma nos Estados Unidos (2015).

Comments


bottom of page