top of page

XV Festival de Cinema da Fronteira anuncia Filmes Premiados

O Festival Internacional de Cinema da Fronteira anunciou na noite de 27 de abril de 2024, sábado, os vencedores de sua 15ª edição realizada em Bagé (RS), Livramento (RS) e Rivera (Uruguai). Os homenageados deste ano foram a cineasta argentina Lucrecia Martel e o ator e músico santa-mariense Flávio Bauraqui.

O grande destaque da premiação foi o longa brasileiro "A Transformação de Canuto" (PE/SP), de Ariel Kuaray Ortega e Ernesto de Carvalho, que levou melhor filme, júri popular e montagem. O também pernambucano "Seu Cavalcanti", de Leonardo Lacca, conquistou melhor direção e prêmio de júri da crítica. "Penal Cordillera" (Chile/Brasil) ganhou melhor roteiro e menção honrosa.

Coprodução entre Cuba e Venezuela, "Sotavento", de Marco Salaverría Hernández, foi o vencedor da Mostra Internacional de Curtas-metragens. O uruguaio "Carne", de Facundo S. Ferreira, foi agraciado com melhor direção. Giovanni Venturini levou melhor atuação por "Big Bang" (Brasil/França). "Onde a Floresta Acaba" (SP), de Otavio Cury, e "La Gauchada" (Argentina), de Juan Follonier e Gastón Calivari, foram premiados com menção honrosa e júri popular, respectivamente.

Na Mostra Regional de Curtas-Metragens, o destaque foi o bajeense "Os Ausentes", de Jeferson Vainer, que ganhou melhor filme e roteiro. Produzido em Alvorada, "O Centenário da Minha Bisa", de Cristyelen Ambrozio, conquistou direção e fotografia, enquanto o porto-alegrense "Sombras da Mente", de Marina Greve, recebeu melhor atuação e direção de arte. 

A Mostra de Animação premiou os curtas "Hide & Seek", de Rami Abbas (melhor filme), e o mineiro "Pororoca", de Fernanda Roque e Francis Frank. Entre os vencedores do 3º Sur Frontera WIP LAB estão "Solo", de Lucas Scavino, Daniel Botti e Laura Fraile, que levou os prêmios destaques de tutores e júri pitching, e "Deus nos Guie”, de Alice Stamato e Gustavo Auricchio, com consultoria de roteiro e Prêmio Lab.

A seleção principal reuniu sete longas em competição, sessões especiais e inclusivas, e 51 curtas projetados nas três cidades.  O número recorde de três mil filmes foram inscritos para seleção e 110 projetos foram submetidos ao Sur Frontera WIP LAB, atividade do festival voltadaa para profissionais do audiovisual.

Neste ano, o XV Festival Internacional de Cinema da Fronteira contou com o patrocínio master da Petrobras, através do Programa Petrobras Cultural, e recursos da Lei de Incentivo à Cultura - Lei Rouanet, Ministério da Cultura, Governo Federal. O evento tem o apoio da Claro, apoio institucional do IFSul, URCAMP, UNIPAMPA, UTEC, Destino Binacional, Jornal Minuano e FRAPA. A promoção é da Secretaria Municipal de Cultura de Bagé, a produção da Anti Filmes e Maristela Ribeiro Produções, e a realização do Centro Histórico Vila Santa Thereza e Associação Pró- Santa Thereza.



Premiados XV Festival Internacional de Cinema da Fronteira

Mostra Internacional de Longas-metragens

Melhor Filme: "A Transformação de Canuto" (Brasil-PE/SP), de Ariel Kuaray Ortega e Ernesto de Carvalho (Brasil);

Melhor Direção: Leonardo Lacca, por "Seu Cavalcanti" (Brasil-PE);

Melhor Fotografia: Gerardo Azar e Matías Mayolo, por "La Otra Memoria del Mundo" (Argentina);

Melhor Montagem: Ernesto de Carvalho e Tatiana Almeida, por "A Transformação de Canuto";Melhor Roteiro: Felipe Carmona, por "Penal Cordillera" (Chile/Brasil);

Melhor Atuação: Eva Bianco, por "Las Cosas Indefinidas" (Argentina);

Melhor Direção de Arte: Toni Vanzolini, por "O Diabo na Rua no Meio do Redemunho" (Brasil-RJ);

Menção Honrosa: Elenco principal de "Penal Cordillera";

Prêmio da Crítica: "Seu Cavalcanti", de Leonardo Lacca;;

Melhor Filme - Júri Popular: "A Transformação de Canuto".


Mostra Internacional de Curtas-metragens

Melhor Filme: "Sotavento" (Cuba/Venezuela), de Marco Salaverría Hernández;

Melhor Direção: Facundo S. Ferreira, por "Carne" (Uruguai);

Melhor Atuação: Giovanni Venturini, por “Big Bang” (Brasil/França);

Menção Honrosa: "Onde a Floresta Acaba" (Brasil-SP), de Otavio Cury;

Melhor Filme - Júri Popular: "La Gauchada" (Argentina), de Juan Follonier e Gastón Calivari.


Mostra Regional de Curtas-metragens

Melhor Filme: "Os Ausentes" (Bagé-RS), de Jeferson Vainer;

Melhor Direção: Cristyelen Ambrozio, por "O Centenário da Minha Bisa" (Alvorada-RS);

Melhor Atuação: Marina Greve, por "Sombras da Mente" (Porto Alegre-RS);

Melhor Fotografia: "O Centenário da Minha Bisa";

Melhor Montagem: Gabriel Pereira, por "Impostor" (Rivera-Uruguai);

Melhor Roteiro: Jeferson Vainer e Tamile Padilha, por "Os Ausentes";

Melhor Direção de Arte: Geórgia Flores, por "Sombras da Mente";

Melhor Filme - Júri Popular 1: "A Fabulosa Estância São Lauro" (Bagé-RS), de Guilherme Monteiro;

Melhor Filme - Júri Popular 2: "O Conto do Tarran" (Bagé-RS), de Carmen Lucia Moreira.


Mostra de Curtas de Animação

Melhor Filme: "Hide & Seek" (Palestina/Espanha/Turquia/Líbano/Holanda/França/Síria), de Rami Abbas;

Melhor Filme do Júri Popular: "Pororoca" (Brasil-MG), de Fernanda Roque e Francis Frank.


III Mercado Sur Frontera WIP LAB

Prêmio Destaque - Tutores: "Solo", de Lucas Scavino, Daniel Botti e Laura Fraile;

Prêmio Destaque - Júri Pitching: "Solo";

Prêmio FRAPA: "Perigo Crocodilo", de Lucas Scavino, Daniel Botti e Laura Fraile;

Prêmio FUGA_LAB: "Badass: Bumbum do Mal", de Lucas Scavino, Daniel Botti e Laura Fraile (consultoria de roteiro de um ano);

Prêmio Maria Angela de Jesus de Consultoria de Roteiro 1 (consultoria para três versões do roteiro): "Deus nos Guie”, de Alice Stamato e Gustavo Auricchio; 

Prêmio Maria Angela de Jesus de Consultoria de Roteiro 2: "A Hora Sem Nome", de Richard Tavares e André Novais Oliveira;

Prêmio FIDBA (credencial/vaga para o lab WIP): “Palimpsesto”, de André Di Franco, Felipe Canêdo e Samuel Quintero;

Prêmio Lab da Semana do Cinema Brasileiro em Buenos Aires: "Deus nos Guie";

Prêmio Mercado Audiovisual de Trancoso (vaga garantida para participar da segunda edição): "Fragilidades", de Paula Santos.


Sobre o Festival Internacional de Cinema da Fronteira

O Festival nasceu em 2009, como uma mostra de curtas organizada por voluntários do recém revitalizado Centro Histórico Vila de Santa Thereza em Bagé (RS). Produzida por estudantes de cinema, entre eles Zeca Brito, seu principal idealizador, a atração evoluiu ao longo de uma década e meia para se tornar o principal pólo fomentador da produção audiovisual da região. Com o Festival Internacional de Cinema da Fronteira, a campanha gaúcha se tornou referência no calendário cultural latino-americano. Com o passar do tempo, o festival agregou inúmeros apoiadores e patrocinadores e cresceu em escopo e ambição. A cada edição, o festival traz uma programação de filmes e atividades que primam pela diversidade, profissionalização e acesso democrático às artes. Anualmente, o evento celebra grandes nomes do audiovisual. Araci Esteves, Bárbara Paz, César Charlone, Cid Nader, Elza Soares, Helena Ignêz, Ítala Nandi, Jean Claude Bernardet, Leona Cavalli, Luiz Rosenberg, Paulo José,  Zezita Mattos e Zoravia Betiol foram alguns dos nomes agraciados com o troféu São Sebastião, símbolo máximo do festival.


留言


bottom of page