top of page

As Harpas de diferentes regiões do mundo chegam ao CCBB Brasília, pelo I BsbHarpFestival


O CCBB Brasília recebe o I BsbHarpFestival, de 28 de junho e 02 de julho, com sessões às 17h e 19h. Serão 05 dias de Festival, com duas apresentações em cada, mostrando a diversidade e a harmonia das Harpas de diferentes regiões do mundo. Artistas da Alemanha, Holanda, Japão, Áustria, França e Brasil irão marcar presença nesse rico intercâmbio musical. A entrada é franca e a classificação livre.


HarpFestival

O I BsbHarpFestival é o primeiro que acontece em Brasília, mas segue a tradição e o sucesso que se instalou no Rio de Janeiro e São Paulo há muitos anos. Neste ano, a capital carioca chegou a 18ª edição de evento, enquanto SP entrou na 7ª edição. O evento se consolida como o maior das Harpas do mundo inteiro, e está inserido no projeto "Música no Museu", que em mais de 25 anos de atividades ininterruptas, de janeiro a dezembro de cada ano, contempla o Brasil de norte a sul, além de sua vertente internacional e que há 18 anos enfatiza a harpa através de um festival internacional.


A Harpa

Há instrumentos de origens arcaicas, com sonoridade delicada, que chegam como uma mera curiosidade aos nossos ouvidos tão acostumados ao barulho da vida moderna. A harpa vem atravessando milênios sem deixar de se adaptar a diferentes culturas e estilos musicais mantendo os seus adeptos, apesar de não gozar de tantos praticantes ou de um repertório tão amplo quanto o de outros instrumentos clássicos, como o piano e o violino. Mais do que uma excentricidade de épocas passadas, a harpa se mostra relevante nos dias de hoje e uma prova disso é a realização de várias edições do HarpFestival, no Rio, São Paulo e, agora, Brasília. O evento anual tem acontecido sem interrupção e sempre conta com recitais lotados na versão presencial e se expande na virtual. Consolidado no roteiro internacional da harpa, o festival traz apresentações com músicos vindos de vários países tocando do clássico ao rock, passando por étnico, jazz e também ritmos brasileiros tocados por dedos ágeis ao pinçar as cordas da harpa nos seus variados modelos.


Programação 28 de junho (quarta-feira)

17h. Markus Thalheimer, harpa, (Alemanha)

19h. Joost Willemze, harpa, (Holanda)


29 de junho (quinta-feira)

17h. Joost Willemze. harpa, (Holanda)

19h. Markus Thalheimer, harpa (Alemanha)


30 de junho (sexta-feira)

17h. Quarteto Fujiyama Nippon de Koto (Japão)

19h. Edith Gasteiger harpa, (Áustria)


01 de julho (sábado)

17h. Edith Gasteiger. harpa, (Áustria)

19h. Les Alizes. Claire Le Fur, harpa. (França)


02 de julho (domingo)

17h. Les Alizes. Claire Le Fur, harpa (França)

19h. Marcelle Chagas, harpa. Participação especial Fabio Lopes, violão – Brasil Sobre os Artistas Participantes

Markus Talheimer (Alemanha) Markus Thalheimer, nascido em Stuttgart em 1987, recebeu suas primeiras aulas de harpa em sua cidade natal aos seis anos de idade. Aos 17 anos, transferiu-se para o Prof. Gisèle Herbet na Hochschule für Musik Würzburg, onde concluiu seu diploma "com distinção" e a subsequente master class. Imediatamente após seus estudos, ele foi acadêmico na Academia Giuseppe Sinopoli da Staatskapelle Dresden por dois anos. Desde a temporada 2016/2017, Thalheimer é o principal harpista da New Lausitz Philharmonic Orchestra. Como um músico procurado nacional e internacionalmente, os compromissos regulares levam-no a grandes festivais e orquestras de renome por toda a Europa. Marcelle Chagas, participação especial Fábio Lopes (Brasil) “Marcelle toca e canta com o coração! Cantora e harpista de voz angelical, suas versões de músicas clássicas, celta e autorais penetram fundo na alma de quem ouve. Marcelle é bacharel em Canto Lírico e Harpa pela UFMG, fundou o Trio Amadeus em 2003 e desde então se dedica a levar sua música aos mais diversos cantos do mundo. O grupo tem hoje 400 mil seguidores nas redes sociais e mais de 60 milhões de visualizações em seus videoclipes. Neste show Marcelle lança o disco solo "Harpa Mágica", com um repertório que promete trazer paz e encantamento a quem ouve! Na segunda parte do show traz o convidado especial Fábio, do Trio Amadeus, com quem cantará alguns duetos imperdíveis ao som de harpa e violão!” Les Alizes – Claire Le Fur, François Detton e Fernando Renaut-Ferrer (França / Guiana Francesa) Claire Le Fur trabalhou na EcoleNormale de Musique em Paris com Micheline KAHN, Marie-Claire JAMET e Catherine MICHEL, para obter em 1983, o diploma de desempenho superior (por unanimidade com felicitações do júri), o diploma de Música de Câmara, depois em 1984 o diploma superior de concertista.

François Detton, flautista e maestro, integra o quinteto “lesalizés” desde a sua criação. Formado pela Escola Normal de Música de Paris, é também diretor Artístico de um festival de musica no sul da França

Fernando RENAU Nascido em Caiena, é formado pelos maiores mestres, atualmente é professor de percussão no mundo no conservatório CRD na Guiana há 11 anos. Fernando Ferrer já praticou na escola de música e em aulas particulares em São Paulo – Brasil e na França metropolitana. Joost Willemze (Holanda) Joost Willemze (1996) é um dos principais jovens harpistas holandeses. Aos 16 anos, ele recebeu o primeiro prêmio na final nacional do Concurso Princesa Cristina em Haia. Em 2017 venceu o Concurso Internacional de Harpa do Porto e um ano depois o concurso italiano Suoni d'Arpa. Em 2022 gravou o seu CD de estreia e recentemente fez uma digressão pela Holanda como laureado com o Dutch Classical Talent. Joost foi solista em vários concertos televisionados, realizando o concerto para harpa de Dittersdorf com a Dutch Youth Orchestra e o concerto de Ginastera com a Dutch Chamber Orchestra. Além de sua educação musical, Joost estudou na Accademia Vivarium Novum em Roma e obteve o diploma de bacharel em clássicos e russo na Universidade de Leiden.

A Cultura no Banco do Brasil

O Banco do Brasil incentiva a cultura no país desde o ano de 1989, com a criação do Centro Cultural Banco do Brasil do Rio de Janeiro. Ao longo destes mais de 30 anos, a instituição promove projetos nas áreas de artes plásticas e cênicas, música, cinema, ideias e educação, com programação de qualidade, diversa e plural. Suas 4 unidades, nas cidades do Rio de Janeiro, Brasília, São Paulo e Belo Horizonte, recebem milhões de visitantes anualmente e figuram entre as instituições culturais mais visitadas no país, consolidando o CCBB como um dos principais aparelhos culturais no cenário brasileiro e internacional.


Sobre o CCBB Brasília

O Centro Cultural Banco do Brasil Brasília foi inaugurado em 12 outubro de 2000, após uma grande reforma de adaptação do Edifício Tancredo Neves, com o objetivo de reunir em um só lugar todas as formas de demonstração de arte e criatividade possíveis, para levá-las ao público da capital. O edifício Presidente Tancredo Neves faz parte de um conjunto de obras arquitetônicas assinadas por Oscar Niemeyer. Com o seu imenso projeto paisagístico, idealizado por Alda Rabello Cunha, o prédio conta com amplos espaços de convivência, café, restaurante, galerias, sala de cinema, teatro, salas multiuso, jardins e uma praça central para eventos abertos, onde são realizados shows, espetáculos e performances.


Serviço

I BsbHarpFestival

Período: 28 de junho a 02 de julho, com sessões às 17h e 19h

Local: galeria 04 do CCBB Brasília Ingresso: entrada gratuita, com retirada de ingresso um dia antes da apresentação, em bb.com.br/cultura e na bilheteria física do CCBB

Duração: 60 min cada sessão

Classificação indicativa: livre

CCBB Brasília

De terça-feira a domingo das 9h às 21h

Endereço: SCES Trecho 02 Lote 22 – Edif. Presidente Tancredo Neves – Setor de Clubes Especial Sul – Brasília – DF


Informações

Fone: (61) 3108-7600

E-mail: ccbbdf@bb.com.br

Site/ bb.com.br/cultura

Facebook/ccbb.brasilia

Twitter/ @ccbb_df

Instagram/ccbbbrasilia

Youtube/ Bancodobrasil --

Assessoria de imprensa do I BsbHarpFestival: Davi Mello - (61) 991478074

Assessoria de imprensa do CCBB Brasília: Patrícia Gomes Serfaty; patriciaserfaty@bb.com.br; Tel.: (61) 3108 7600 / (61) 9955 70703

bottom of page